CULTURA ACADÊMICA E CULTURA ESCOLAR: RELAÇÕES ENTRE MATEMÁTICOS E PROFESSORES DE MATEMÁTICA

Aparecida Rodrigues Silva Duarte

Resumo


Com a pretensão de contribuir para o estudo da dinâmica das relaçõesentre matemáticos e professores de matemática no contexto doMovimento da Matemática Moderna (MMM) no Brasil, este artigo voltasepara a discussão entre cultura acadêmica e cultura escolar, categoriasque consideramos relevantes para o aprofundamento desse assunto.Buscamos constatar como se processam as práticas do fazer matemáticoa partir de aportes teóricos propugnados pela História Cultural. Dessaforma, procuramos retratar as práticas do cotidiano de matemáticosbrasileiros e o modo como estas foram apropriadas pelo ensinosecundário, a partir de análise de algumas de suas produções científicase propostas para o ensino da matemática, utilizando como fontes livrosdidáticos, documentos de arquivos escolares e de arquivos pessoais, etc.Para tanto, tomamos os matemáticos Omar Catunda, Benedito Castruccie Luiz Henrique Jacy Monteiro como personagens representativos dosmodos de pensar daquele período, qual seja, o do MMM.

Texto completo:

PDF

Referências


AVENBUCH, A. Curso moder no de matemática: para o ensino de

primeiro grau. São Paulo: Nacional, 1974.

CASTRUCCI, B.; BÓSCOLO, A. Matemática: curso moderno. São

Paulo: FTD, 1967.

CARVALHO, M. M. C.; TOLEDO, M. R. A. A constituição da “forma escolar” no Brasil: produção, circulação e apropriação. São Paulo: PUC- SP, 2002. (Projeto de pesquisa).

CHARTIER, R. O mundo como representação. Revista de Estudos Avançados, São Paulo, v. 11, n. 5, p. 173-191, 1991.

CHARTIER, A.-M. Escola, culturas e saberes. In: XAVIER, L. N. et al. Escola, culturas e saberes. Rio de Janeiro: FGV, 2005. p. 9-28.

DANTAS, M. M. S. et al. Matemática moderna I, II, III. Salvador: CECIBA, [1968 ou 1969].

DE CERTEAU. M. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 8. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

______. A cultura no plural. 3. ed. Campinas, SP: Papirus, 2003.

(Coleção Travessia do século).

DUARTE, A. R. S. Matemática e educação matemática: a dinâmica de suas relações ao tempo do Movimento da Matemática Moderna no Brasil. 2007. 437 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – PUCSP, São Paulo, 2007.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, v. 1, n. 1, p. 9-45, jan./jun. 2001.

RUIZ, A.; ABRANTES, H. Historia de las conferencias interamericanas de educación matemática. Bogotá, Colômbia: ACCEFN, 1997. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2006.

SANGIORGI, O. Matemática: curso moderno. 10. ed. São Paulo: Nacional, 1963. v. 1, 2.

SEVCENKO, N. (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1998. v. 3.

SKIDMORE, T. Brasil: de Getúlio a Castelo (1930-1964). 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

VALENTE, W. R. Osvaldo Sangiorgi, um best-seller. In: VALENTE, W.R. (Org.). Osvaldo Sangiorgi: um professor moderno. São Paulo: Annablume/CNPq, 2007.

VIDAL, D. G. Culturas escolares: estudo sobre práticas de leitura e escrita na escola pública primária (Brasil e França, final do século XIX). Campinas, SP: Editores Associados, 2005. (Coleção memória da educação).




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v8i25.3739

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat