As opiniões de professores sobre a aprendizagem cooperativa

Eduardo Martins de Pinho, Carlos Alberto Ferreira, José Pinto Lopes

Resumo


A aprendizagem cooperativa é um método em que os alunos trabalham em pequenos grupos heterogêneos, com papéis previamente definidos, trocando informações e partilhando materiais, estando cada aluno consciente de que só terá sucesso se todos os elementos do grupo também tiverem. Esse método, apesar de ainda ser pouco utilizado em Portugal, aos poucos vem ganhando força. Nesse sentido, realizou-se uma investigação para compreender as opiniões sobre a aprendizagem cooperativa de professores que a utilizavam no processo de ensino e aprendizagem. Para isso, utilizou-se uma metodologia de investigação qualitativa, por meio da realização de entrevistas semiestruturadas aplicadas a sete professoras do ensino básico e secundário português. Por meio dela, verificou-se que, para as professoras entrevistadas, a aprendizagem cooperativa é um método que tem como principais vantagens o aumento do rendimento acadêmico e da autoestima dos alunos e a melhoria das suas competências sociais. Por outro lado, identificaram-se algumas dificuldades na sua implementação em sala de aula, nomeadamente no nível dos alunos, do tempo disponível, dos recursos e da extensão dos programas.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1995.

BIDEGÁIN, N. U. (Coord.). El aprendizaje cooperativo. Pamplona: Departamento de Educación y Cultura de Navarra, 1999. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2011.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto, 1994.

COCHITO, M. I. G. S. Cooperação e aprendizagem: educação intercultural. Lisboa: Acime, 2004.

ESTEVES, M. Análise de conteúdo. In: LIMA, J. A.; PACHECO, J. A. B. (Org.). Fazer investigação: contributos para a elaboração de dissertações e teses. Porto: Porto, 2006. p. 105-126.

FATHMAN, A. K.; KESSLER, C. Cooperative language learning in school contexts. Annual Review of Applied Linguistics, v. 13, p. 127-140, 1992.

FREITAS, L. V.; FREITAS, C. V. Aprendizagem cooperativa. Porto: Asa, 2003.

GHIGLIONE, R.; MATALON, B. O inquérito: teoria e prática. Oeiras: Celta,

GILLIES, R. M.; BOYLE, M. Teachers’ reflections on cooperative learning: issues of implementation. Teacher and Teaching Education, v. 26, n. 4, p. 933-940, May 2010.

GOIKOETXEA, E.; PASCUAL, G. Aprendizaje cooperativo: bases teóricas y hallazgos empíricos que explican su eficacia. Educación XXI, v. 5, p. 227-247, 2002.

GONÇALVES, L. M. P. A aprendizagem cooperativa: contributo para a melhoria das competências cognitivas e sociais de alunos com e sem N. E. E. 2010. 117 f. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, 2010.

HECOX, C. C. Cooperative learning and the gifted student in elementary

mathematic. 2010. 118 f. Tese (Doutorado em Educação) — Liberty University, Lynchburg, 2010. Disponível em: . Acesso em: 6 set. 2013.

HERREID, C. F. Why isn’t cooperative learning used to teach science?. BioScience, v. 48, n. 7, p. 553-559, July 1998.

IQBAL, M. Effects of cooperative learning on academic achievement of

secondary school students in Mathematics. 2004. 105 f. Tese (Doutorado

em Educação) — University of Arid Agriculture, Rawalpindi, 2004. Disponível em: . Acesso em: 6 set. 2013.

JOHNSON, D. W.; JOHNSON, R. T. An overview of cooperative learning. In: THOUSAND, J. S.; VILLA, R. A.; NEVIN, A. I. (Ed.). Creativity and collaborative learning: the practical guide to empowering students, teachers and families. Baltimore: Brokes Press, 1994. p. 1-21.

JOHNSON, D. W.; JOHNSON, R. T.; HOLUBEC; E. J. El aprendizaje cooperativo en el aula. Buenos Aires: Paidós, 1999.

JOHNSON, D. W.; JOHNSON, R. T.; SMITH, K. The state of cooperative learning in post secondary and professional settings. Educational Psycology Review, v. 19, n. 1, p. 15-29, Mar. 2007.

JOHNSON, D. W.; JOHNSON, R. T.; STANNE, M. B. Cooperative learning methods: a meta analysis. 2000. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2011.

KAGAN, S. Cooperative learning. San Clemente: Kagan Publishing, 1994.

LOPES, J.; SILVA, H. S. A aprendizagem cooperativa na sala de aula: um guia prático para o professor. Lisboa: Lidel, 2009.

MASET, P. P. La escuela inclusiva y el aprendizaje cooperativo. 2003. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2011.

PANITZ, T. Why more teachers do not use collaborative learning techniques. In: PANITZ, T. Ted’s cooperative learning e-book. 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 jan. 2012.

RAMOS, R. C. C. A aprendizagem cooperativa no ensino-aprendizagem

das ciências naturais – o método STAD. 2008. 178 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Geologia para o Ensino) — Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, 2008.

RIBEIRO, C. M. C. Aprendizagem cooperativa na sala de aula: uma estratégia para aquisição de algumas competências cognitivas e atitudinais definidas pelo Ministério da Educação – um estudo com alunos do 9º ano de escolaridade. 2006. 222 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Geologia para o Ensino) — Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, 2006.

ROS, S. L. Una estrategia eficaz para fomentar la cooperación. Estudios sobre Educación, v. 1, p. 99-110, 2001.

, A. P. L. B. N. Uma oficina de formação de aprendizagem coopera- tiva – aspectos de leccionação da matemática. 2007. 383 f. Dissertação (Mestrado em Ensino das Ciências) — Universidade Aberta, Lisboa, 2007.

SLAVIN, R. E. Student team learning: an overview and practical guide.

Washington: National Education Association, 1988.

SLAVIN, R. E. Synthesis of research on cooperative learning. Educational

Leadership, v. 48, n. 5, p. 71-82, Feb. 1991.

SLAVIN, R. E. Research on cooperative learning and achievement: what we know, what we need to know. Contemporary Educational Psychology, v. 21, n. 1, p. 43-69, Jan. 1996. Disponível em: . Acesso em: 7 set. 2013.

SLAVIN, R. E.; LEAVEY, M. B.; MADDEN, N. A. Combining cooperative learning and individualized instruction: effects on student mathematics achievement, attitudes, and behaviors. Elementary School Journal, v. 84, n. 4, p. 408-422, Mar. 1984. Disponível em: . Acesso em: 7 set. 2013.

SOUSA, A. B. Investigação em educação. Lisboa: Livros Horizonte, 2005.

VIEIRA, C. P. C. Aprendizagem cooperativa no treino das competências

sociais. 2011. 153 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia da Educação) — Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro,Vila Real, 2011.

VIEIRA, P. N. B. Estratégias alternativas de ensino-aprendizagem na matemática: estudo empírico de uma intervenção com recurso à aprendizagem cooperativa, no contexto do Ensino Profissional. 2000. 271 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) — Universidade do Porto, Porto, 2000.

WILLIAMS, R. B. Cooperative learning: a standard for high achievement. California: Corwin Press, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.13.040.DS05

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat