A fluência digital como possibilitadora de inclusão digital de crianças mediante ações em oficinas

Edjane Mikaelly Silva de Azevêdo, Deise Juliana Francisco

Resumo


O presente trabalho é uma pesquisa de natureza qualitativa, realizada em uma escola da rede municipal de ensino, na cidade de Cruzeta/RN. Objetiva analisar como se deu o processo de fluência e inclusão digital mediante o aprender fazendo, por crianças participantes de oficina de linguagem de programação Scratch e robótica educacional. Foram utilizados como instrumentos de pesquisa observações, filmagens, fotografias e diário de campo, valendo-se da metodologia descritiva-exploratória, articulando teoria e prática realizada na oficina, do aprender fazendo e do brincar. Mediante a análise dos dados, observou-se que a linguagem Scratch e a robótica educacional contribuíram com o desenvolvimento de competências, como a autonomia, a autoria, o cooperativismo e a inclusão digital, além de ter proporcionado propostas que levaram os participantes a condições efetivas de se tornarem fluentes digitais.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.18.058.DS07

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat