Formação profissional e prática docente: representações sociais de professores da rede básica de ensino

Ivany Pinto Nascimento, Patrícia Rodrigues de Oliveira Kimura, Maura Lúcia Martins Cardoso

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados de um estudo que trata das representações sociais de professores sobre a inter-relação entre formação profissional e prática pedagógica docente. Os dados analisados incidem sobre a dimensão “Formação e prática docente: Processo ensino aprendizagem”, que corresponde ao recorte de uma pesquisa guarda-chuva, intitulada: “Os fatores que determinam a permanência na docência e as implicações no trabalho e nos desafios da contemporaneidade”, de abordagem qualitativa, do tipo descritiva-analítica, que compõe um estudo desenvolvido com os professores da rede pública estadual de ensino da cidade de Belém, no estado do Pará. Os instrumentos utilizados para a coleta dos dados foram o questionário e a entrevista semiestruturados, aplicados a oitenta e dois professores que atuam em turmas do Ensino Médio. O tratamento e sistematização das informações ocorreu por meio da técnica de análise temática, procedendo-se as análises com base nos pressupostos teóricos da teoria das representações sociais (TRS), na perspectiva da abordagem processual de Serge Moscovici (1978). Os resultados destacam os seguintes aspectos: “Formação, experiência e prática docente” e “Aprimoramento teórico e prático continuado”. Esses aspectos centralizam as imagens-objetivações e os sentidos-ancoragens atribuídos pelos professores participantes da pesquisa. Dentre as principais implicações decorrentes destas representações, é reafirmada a necessidade de reestruturação dos modelos formativos, como um aspecto essencial ao aprimoramento da prática pedagógica dos professores e ao desenvolvimento da profissão.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.20.066.DS07

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat