DO ENGENHEIRO AO LICENCIADO:SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DAPROFISSIONALIZAÇÃO DO PROFESSOR DEMATEMÁTICA NO BRASIL

Wagner Rodrigues Valente.

Resumo


O objetivo do texto é analisar historicamente como se deu a passagem do engenheiro para o professor licenciado em Matemática no Brasil. Procurarse- á mostrar que a apropriação do ideário de renovação do ensino de Matemática, elaborado desde o início do século XX, na Europa e nos Estados Unidos, desencadeia uma discussão pública sobre a formação do professor de Matemática. Utilizando fontes oriundas de arquivos escolares, o texto intenta fornecer subsídios para a história da profissionalização do professor de Matemática brasileiro. 

Texto completo:

PDF

Referências


ARQUIVO PESSOAL EUCLIDES ROXO. Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática. São Paulo, SP: [19—].

CARVALHO, J. B. P. Euclides Roxo e as polêmicas sobre a modernização do ensino de Matemática In: VALENTE, W. R. (org.). Euclides Roxo e a modernização do ensino de matemática no Brasil. Brasília: UnB. 2002. (no prelo).

CASTARDO, C. F. A Matemática na polytechnica de São Paulo: uma análise do Curso Preliminar 1894-1931. 2001. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, SP: 2001.

CHERVEL, A. Histoire de l’agrégation. Paris: Kimé, 1993.

CIEM: Rapport préliminaire sur l’organisation de la Commission et le plan général de ses travaux In: L’Enseignement mathématique. Genebra: 1908. v. 10.

DIAS, A. L. M. Engenheiros, mulheres, matemáticos: interesses e disputas na profissionalização da Matemática na Bahia 1896-1968. 2002.

Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo. São Paulo, SP: 2002.

DASSIE, B. A matemática do curso secundário na Reforma Gustavo Capanema. 2001 Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ: 2001.

DUARTE, A. S. Henri Poincaré e Euclides Roxo: elementos para a história das relações entre filosofia da matemática e educação matemática. 2002. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, SP: 2002.

FEHR, H. Compte rendu du Congrès de Cambridge: L’Enseignement mathématique. Genebra: Georg & Cie. 1912.

LIVROS de Atas da Congregação do Colégio Pedro Segundo. Manuscritos. Rio de Janeiro, RJ, [19—].

LOPES, A. J.; VALENTE, W.R. O tijolão, o bezerrão: histórias de Jairo Bezerra, histórias da Educação Matemática. Educação Matemática em Revista, São Paulo, v. 10, n. 13, 2003.

MIORIM, M. A. Introdução à história da educação Matemática. São Paulo, SP: Atual. 1998.

NAGLE, J. Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo, SP: Editora da Universidade de São Paulo. 1974.

ROCHA, J. L. A matemática do curso secundário na Reforma Francisco Campos. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ: 2001.

SCHUBRING, G. O primeiro movimento internacional de reforma curricular em matemática e o papel da Alemanha. In: VALENTE, W. R. (org.). Euclides Roxo e a modernização do ensino de matemática no Brasil. São Paulo, SP: SBEM. v. 1, 2003.

SILVA, C. M. S. A Faculdade Nacional de Filosofia (FNFi) e a emergência de formar professores e pesquisadores de Matemática. In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 4., Porto Alegre, 2002. Anais... Porto Alegre: PUCRS. 2002.

TANURI, L. M. et al. Articulação entre bacharelado e licenciatura na UNESP: uma proposta. Didática. São Paulo, n.19, p. 39-45, 1983.

TAVARES, J. C. A Congregação do Colégio Pedro II e os debates sobre o ensino de Matemática. 2002. Dissertação (Mestrado). – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, SP: 2002.

VALENTE, W.R. Uma história da matemática escolar no Brasil, 1730-1930. 2. ed. São Paulo, SP: FAPESP. 2002.

______. Os primeiros sinais de modernização da matemática escolar no Brasil. In: ENCONTRO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA MATEMÁTICA, 3. 2000, Coimbra. Anais... Coimbra: Editora da Universidade de Coimbra, 2000. (no prelo).

______. (coord.). História da educação matemática no Brasil, 1920-1960. Projeto de Pesquisa. São Paulo, SP: PUC-FAPESP. 2001.

______. Euclides Roxo e o movimento internacional de modernização da Matemática escolar. In: ______. (org.). Euclides Roxo e a modernização do ensino de Matemática no Brasil. São Paulo, SP: SBEM. v. 1, 2003.

______. História da Matemática na Licenciatura: uma contribuição para o debate. Educação Matemática em Revista, São Paulo, v. 9, n. 11, 2002b.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v5i16.7946

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat