AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES NO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (PNAIC)

Magaly Quintana Pouzo Minatel, Sandra Mara Castro dos Santos, Sandra Regina Kirchner Guimarães

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar a proposta de avaliação de professores presente no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), um programa de formação docente criado pelo Ministério da Educação no início de 2013. O referencial de análise utilizado foi o de que a avaliação deve estar inserida em um processo de formação docente continuada, ou seja, reflexão na ação. Foram explorados documentos oficiais publicados pelo Ministério da Educação, bem como materiais elaborados por universidades parceiras e ofertados para a formação continuada dos professores, buscando descrever como se processa a avaliação dos professores no âmbito do Programa. Os resultados do estudo sugerem fragilidades na articulação entre União, Estados, Municípios, Instituições de Ensino Superior e os docentes no que se refere às discussões sobre alfabetização e letramento. Além disso, evidenciam que é prematuro prever qualquer relação entre a avaliação dos professores realizada pelo Pacto e a avaliação do desempenho dos alunos ao final do ciclo de alfabetização. Conclui-se que é necessário incorporar uma concepção mais abrangente de avaliação, de forma a legitimar a continuidade da formação docente no pleno exercício da práxis pedagógica.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto n. 6755, de 29 de janeiro de 2012. Institui a Política Nacional de Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica, disciplina a atuação da Coordenação de aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES no fomento a programas de formação inicial e continuada, e dá outras providências. Brasília, DF, 30 jan. 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 maio de 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa : formação do professor alfabetizador — caderno de apresentação. Brasília: MEC; SEB, 2012.

GUIMARÃES, S. R. K.; STOLTZ, T. Apresentação. In: GUIMARÃES, S. R. K.; STOLTZ, T. (Org.). Tomada de consciência e conhecimento metacognitivo . Curitiba: Ed. UFPR, 2008. p. 5-10. HOFFMAN, J. Avaliação mediadora: uma prática da construção da pré -escola a universidade . 17. ed. Porto Alegre: Mediação, 2000.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA — INEP. Ministério da Educação. Prova nacional de concurso para o ingresso na carreira docente . Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 6 maio 2014. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA — INEP. Ministério da Educação. Chamada pública n. 001/2013 – prova docente . Brasília: 2013. Disponível em: . Acesso em: 6 maio 2014.

POZO, J. I. Aprendizes e mestres : a nova cultura da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2002.

POZO, J. I. Aquisição de conhecimento : quando a carne se faz verbo. Porto Alegre: Artmed, 2004.

POZO, J. I. A sociedade da aprendizagem e o desafio de converter informação em conhecimento. Pátio , ano 8, 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 maio de 2014.

ROMANOWSKI, J. P. Formação e profissionalização docente. Curitiba: InterSaberes, 2012.

VENTURA, A. Avaliar professores: tarefa tão difícil como fundamental. Veja online , 16 maio 2012. Entrevista concedida a Nathalia Goulart. Disponível em:. Acesso em: 22 fev. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.15.044.DS07

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat