FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PERSPECTIVA TRANSDISCIPLINAR: INTERAÇÃO DIALÓGICO-PROBLEMATIZADORA MEDIADA POR TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

Elena Maria Mallmann, Juliana Sales Jacques, Daniele da Rocha Schneider

Resumo


A integração das tecnologias em rede pode potencializar interação dialógico-problematizadora entre sujeitos que, ao formarem redes sociais (redes de atores) na perspectiva da colaboração, transcendem-se a autores e coautores de sua própria aprendizagem. Diante disso, nossa preocupação temática, neste estudo, centrou-se na potencialização de práticas didáticas colaborativas na formação de professores, visando à superação da fragmentação de saberes. Nessa perspectiva transdisciplinar, desenvolvemos uma pesquisa-ação justamente para viabilizarmos, na formação de professores, a produção colaborativa, pautada na articulação entre os conhecimentos oriundas de diferentes áreas do saber, por meio de Recursos Educacionais Abertos (REA). O desenvolvimento de REA possibilita planejamento didático sob a ótica da transdisciplinaridade, tendo em vista que acopla diferentes visões de mundo e pluralidade de concepções pedagógicas. Em consonância com isso, os resultados de nossa pesquisa-ação apontam que o compartilhamento de saberes em rede rompe com a linearidade e fragmentação do ensino na formação de professores. Essa afirmativa nos permite concluir que o princípio de abertura direcionador dos REA potencializa a coautoria em rede, enriquecendo as produções didáticas por meio da integração de múltiplos saberes conectados.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, T. F.; ABEGG, I.; BASTOS, F. de. Modelo teórico para orientações didático-pedagógicas de atividades no Moodle. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA, 9., 2012, Recife. Anais ... Recife: Unirede, 2012. v. 1. p. 1-14.

AMIEL, T. Educação aberta: configurando ambientes, práticas e recursos educacionais. In: SANTANA, B.; ROSSINI, C.; PRETTO, N. D. L. (Org.). Recursos educacionais abertos : práticas colaborativas políticas públicas. Salvador: Edufba; São Paulo: Casa da Cultura Digital, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2014.

AMIEL, T. SANTOS, K. Uma análise dos termos de uso de repositórios de recursos educacionais digitais no Brasil. Trilha Digital , v. 1, n. 1, p. 118-133, 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2014.

BABBIE, E. Métodos de pesquisas de survey . Trad. Guilherme Cezarino. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

BRANDALISE, L. T. Modelos de mediação de percepção e comportamento : uma revisão. 2005. Disponível em: . Acesso em: 5 jul. 2014.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 1, de 18 de fevereiro de 2002. Delibera sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a

Formação de Professores da Educação Básica. Diário Oficial [da] União , Brasília, 9 abr. 2002. Seção 1, p. 31. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2014.

DELORS, J. (Org.). Educação : um tesouro a descobrir – relatório para a Unesco da comissão internacional sobre educação para o século XXI. São Paulo: Cortez, 1998.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (Ed.). Introduction: the discipline and practice of qualitative research. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. The Sage handbook of qualitative research . Thousand Oaks: Sage Publications, 2005. p. 1-13.

ELLIOTT, J. What is action-research in school? Journal of Curriculum Studies , v. 10, n. 4, p. 355-357, 1978.

FRANCO, I. C. de M. Redes sociais e a EAD. In: LITTO, F. M.; FORMIGA, M. (Org.). Educação a distância : o estado da arte. São Paulo: Pearson, 2012. p. 116-124.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia : saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

KAFAI, Y. et al. Being fluent with information technology. Washington: National Academy Press, 1999.

JACQUES, J. S. Performance multidisciplinar nas ações de pesquisa, desenvolvimento e capacitação: produção de materiais didáticos hipermidiáticos no Moodle. 2014. 244 f. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância . Campinas: Papirus, 2003.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

NICOLESCU, B. O manifesto da transdisciplinaridade . Trad. Lucia Pereira de Souza. São Paulo: Triom, 1999.

PARENTE, A. Enredando o pensamento: redes de transformação e subjetividade. In: PARENTE, A. (Org.). Tramas da rede. Porto Alegre: Sulina, 2004. p. 91-110.

RAMOS, D. K. Processos colaborativos mediados pela rede eletrônica: um estudo com alunos do ensino fundamental. 2005. 203 f. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2014.

RECUERO, R. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RAYMOND, D.; TARDIF, M. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade , n.73, p. 209-244, 2000.

ROCHA, E. M. A produção de material didático para a Educação a Distância e os impactos na formação docente: entre práticas e reflexões. Educação em Perspectiva , v. 4, n. 2, p. 319-341, jul./dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2014.

SCHNEIDER, D. R. Prática dialógico-problematizadora dos tutores na UAB/UFSM: fluência tecnológica no Moodle. 2012. 204 f. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2012.

SOMMERMAN, A.; MELLO, M. F. de; BARROS, V. M. de. (Org.) Educação e transdisciplinaridade II . Coordenação executiva do CETRANS. São Paulo: TRIOM, 2002.

UNESCO. ICT competency standards for teachers : implementation guidelines, version 1.0. Paris: UNESCO, 2008.

UNESCO; COMMONWEALTH OF LEARNING. Guidelines for open educational resources (OER) in higher education . Vancouver, 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2014.

WASSERMAN, S.; FAUST, K. Social network analysis : methods and applications. Cambridge: Cambridge University Press, 1994.

ZANON, L. B. Interações de licenciados, formadores e professores na elaboração conceitual de prática docente : módulos triádicos na licenciatura em Química. 2003. 293 f. Tese (Doutorado em Educação) — Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.15.045.DS08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat