O CENTRO JUVENIL DE ARTES PLÁSTICAS E A FORMAÇÃO DE ARTEEDUCADORES NA DÉCADA DE 1950

Moysés Kuhlmann Júnior, Ceres Luehring Medeiros

Resumo


Este artigo apresenta aspectos da formação de professores de arte para atuar, principalmente, no Centro Juvenil de Artes Plásticas (CJAP), criado em 1953, pelo artista Guido Viaro, em Curitiba. Os anos 1950 destacam-se como um momento em que as Escolinhas de Artes se constituíram no Brasil, difundindo a livre-expressão como proposta inovadora para a educação das crianças. Salienta-se, neste artigo, o curso de formação de docentes vinculado ao Centro Juvenil, os aspectos da atuação profissional destes professores sob a orientação de Guido Viaro, o perfil almejado para o professor de arte na época estudada, e a concepção pedagógica no que se refere à arte-educação. A metodologia utilizada para a pesquisa tomou como fontes de primordial importância a análise de documentos do CJAP daquele período, como: livros de matrículas, livro ponto, portarias, livro de testes, atas, livro de anotações diárias, os relatórios anuais de atividades, os trabalhos dos alunos e fotografias. Por último, é importante constatar que anteriormente à implantação dos primeiros cursos de licenciatura em arte, este Centro, contribuiu para a formação de professores de arte em Curitiba, revelando o seu caráter inovador e de vanguarda.

Texto completo:

PDF

Referências


CENTRO JUVENIL DE ARTES PLÁSTICAS. Anteprojeto do Regulamento do Centro Juvenil de Artes Plásticas do Paraná. Curitiba: [19--?]. (Documento datilografado. Arquivo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Finalidades do Centro Juvenil de Artes Plásticas. Curitiba: [19--?]. (Documento datilografado. Arquivo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro de anotações diárias. Curitiba, 1959. (Documento manuscrito. Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro de atas. Curitiba, 1956-1974. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro ponto. Curitiba, 1954-1955. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro ponto. Curitiba, 1955-1956. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro ponto. Curitiba, 1956-1957. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

_____. Livro ponto. Curitiba, 1957. Documento manuscrito. Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas.

______. Livro ponto. Curitiba, 1958-1960. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Livro de posse. Curitiba, 1954-1976. (Documento manuscrito Acervo do Centro Juvenil de Artes Plásticas).

______. Portarias. Curitiba, 1956-1969. (Acervo do Centro Juvenil de Artes

Plásticas).

CORREIA, A. P. P. Arquitetura escolar: a cidade e a escola rumo ao “progresso” – Colégio Estadual do Paraná (1943-1953). In: BENCOSTTA, M. L. A. História da educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

DEWEY, J. Vida e educação. Tradução de Anísio Teixeira. São Paulo: Melhoramentos, 1978.

DUARTE Jr., J. F. Por que arte-educação? Campinas: Papirus, 1991. (Coleção Ágere).

GAIA, N. P. M. Entrevista concedida a Daniela Pedroso. Curitiba, 7 jun. 1989.

LINHARES, T. A Exposição Infantil de Guido Viaro. In: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO PARANÁ. Instituto de Educação do Paraná. 1.ª Exposição de pintura do Centro Juvenil de Artes Plásticas. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1953. (Catálogo de exposição).

LOWENFELD, V.; BRITTAIN, W. L. Desenvolvimento da capacidade criadora. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Mestre Jou, 1970.

LOWENFELD, V. A criança e sua arte. São Paulo: Mestre Jou, 1977.

MEDEIROS, C. L. O Centro Juvenil de Artes Plásticas e suas relações com o ensino da arte no Brasil da década de 1950. 2008. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da Universidade São Francisco, Itatiba, 2008.

MUSEU DE ARTE DO PARANÁ. Guido Viaro, uma lição de arte. Curitiba, 1997.

OLIVEIRA, M. C. M. de; SIMÃO, G. T. Educar pela arte: a proposta de uma aprendizagem escolar. Revista HISTEDBR On-line, n. 20, p. 106-119, 2005. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2008.

OSINSKI, D. R. B. Arte, história e ensino, uma trajetória. São Paulo: Cortez, 2001.

______. Emma e Ricardo Koch: uma visão pedagógica integradora da arte com a vida. Projeções. Revista de Estudos Polono-Brasileiros, ano 1, n. 2, p. 66-77, 1999. Disponível em: . Acesso em: 15 nov.2008.

______. Ensino da arte: os pioneiros e a influência estrangeira na arteeducação em Curitiba. 1998. 326 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1998.

______. Guido Viaro: modernidade na arte e na educação. 2006. 379 f. Tese (Doutorado em Educação) – Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.

READ, H. Arte e alienação: o papel do artista na sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO PARANÁ. Instituto de Educação do Paraná. Livro ponto e diário de aula do Curso de Desenho. Curitiba, 1954.

_______. Portaria n. 917, de 15 de março de 1957. Institui o Curso de Extensão de Desenho, Pintura, Gravura e Artes Aplicadas a ser ministrado pelo Centro Juvenil de Artes Plásticas. Acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Pasta CJAP 1.2.

SIMÃO, G. T. Emma Koch e a implantação das Escolinhas de Arte na rede oficial de ensino: mudanças na cultura escolar curitibana. Curitiba, 2003. 170 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2003.

VIARO, C. Guido Viaro. Curitiba: Champagnat, 1996.

VIARO, G. A propósito de exposições. O Estado do Paraná, Curitiba, 23 maio 1959.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v9i27.3562

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat