Configuração do campo da avaliação educacional na década de 1980 no Brasil

Regilson Maciel Borges, José Carlos Rothen

Resumo


O artigo apresenta a configuração do campo da avaliação educacional no Brasil a partir da produção de alguns intelectuais interessados na temática durante a década de 1980. A metodologia adotada na pesquisa foi a análise de conteúdo, a fim de descrever e interpretar as produções desses autores sobre determinados aspectos da avaliação educacional. Os dados foram organizados em duas abordagens de avaliação, como resultado e como processo. Nelas, as discussões se enquadraram em quatro eixos: concepção de avaliação; atores do processo avaliativo; métodos utilizados; e usos dos resultados da avaliação. As duas perspectivas consideradas possuem aproximações que indicam complementaridades quanto à importância da avaliação, à necessidade de qualificar os avaliadores, à diversificação dos métodos e ao uso dos resultados para melhorar o que foi avaliado. Com isso a pesquisa mostra que a lógica de funcionamento desse campo durante os anos 1980 no Brasil encontrava-se centrada na complementaridade das ideias sobre diferentes aspectos da avaliação educacional.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.20.064.AO07

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat