A matemática na escola primária paranaense na década de 1960: orientações metodológicas e aprendizagem

Reginaldo Rodrigues da Costa

Resumo


O presente texto é resultado de um estudo desenvolvido sobre o ensino da matemática na Educação Primária paranaense na década de 1960. A intenção é a partir dos programas de ensino e das orientações oficiais do estado do Paraná trazer à tona o encaminhamento dado pela Secretaria da Educação e Cultura do Estado do Paraná - SEC, ao ensino da matemáticaneste nível de ensino. A partir da análise das orientações paranaenses foi possível estabelecer relações entre a Educação Primária do Paraná com outros estados como, por exemplo, Guanabara, Rio Grande do Sul e Bahia e, também com as orientações instituídas pelo Ministério da Educação e Cultura. As orientações oficiais elaboradas pela Secretaria da Educação e Cultura do Paraná refletiam a influência das produções do PABAEE — Programa de Assistência Brasileiro-Americano do Ensino Elementar e o Programa de Emergência e de forma muito expressiva a incidência do pensamento pedagógico sobre o ensino da matemática de Irene de Albuquerque com a ênfase dada na exatidão, objetivação e verificação. O estudo identificou por meio das fontes e dos documentos que os conteúdos eram distribuídos por ano, mas, a predominância maior era em relação ao campo numérico, enfatizando o sistemade numeração e as operações aritméticas. De forma muito clara e enfática foi possível perceber que o uso de jogos, brincadeiras, atividades com material concreto e a resolução deproblemas como os encaminhamentos metodológicos adotados e enfatizados nos manuais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, I. Metodologia da matemática. Rio de Janeiro: Conquista, 1954.

ALBUQUERQUE, I. Jogos e recreações matemáticas: 1ª e 2ª séries. Rio de Janeiro:

Conquista, 1958.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961.

Diretrizes e Bases para a Educação Nacional. Brasília, 28 dez. 1961.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Matemática na escola primária.

Brasília: 1962.

CERTEAU, M. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1988.

COSTA, R. R. A capacitação e aperfeiçoamento dos professores que ensinavam matemática

no estado do Paraná ao tempo do movimento da matemática moderna – 1961

a 1982. Curitiba: CRV, 2013.

CUNHA, L. A. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Rio de Janeiro: Francisco

Alves, 1980.

NEY, B. Mensagem do Governador à Assembleia Legislativa. Curitiba: 1962.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. O Ensino primário no Paraná: Nova seriação e programas para os grupos escolares e casa escolares. Curitiba, 1962.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Plano Trienal de Educação. Curitiba, 1963a.

PARANÁ. Ensino Pré-Primário: Regimento dos jardins de infância e planejamento de atividades. Curitiba: SEC, 1963b.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Manual do professor primário do Paraná. v. 1, Curitiba, 1963c.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Sistema Estadual de Ensino: Lei nº 4978/64. Curitiba, 1964.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Manual do professor primário do Paraná. v. 2, Curitiba, 1964a.

PARANÁ. Relatório do Governo Ney Braga: 1961-1965. Curitiba, 1965.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Manual do professor primário do Paraná. v. 2, 2ª edição, Curitiba, 1965a.

PARANÁ. Preparando os sabidões: processos que auxiliam a alfabetização. Curitiba: SEC-FUNDEPAR, 1966.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Programa de ensino primário do Paraná. Curitiba, 1967.

PORTO, R. A. Ver, sentir, descobrir a aritmética. Belo Horizonte: PABAEE, 1959.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.16.048.DS08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat