Ensinamentos e contos: Maria Amália Vaz de Carvalho e sua estratégia para a educação da mulher

Maria Celi Chaves Vasconcelos

Resumo


O presente estudo tem como objetivo analisar as obras Mulheres e Crianças: notas sobre educação e Contos e Phantasias, acerca da educação feminina, de autoria da poetisa e escritora portuguesa Maria Amália Vaz de Carvalho, ambas publicadas no ano de 1880. Em um plano mais específico, é abordada a concepção da autora sobre um tema inserido nesses dois escritos de Maria Amália, a educação doméstica de meninas realizada por suas próprias mães ou por mestras contratadas para esse fim. No que se refere aos aspectos metodológicos, o artigo apresenta uma pesquisa bibliográfica e analítica, cujas obras foram escolhidas por terem sido elaboradas no mesmo período e por se tratarem de dois gêneros diferenciados: realidade e ficção, igualmente utilizados pela autora como estratégia para convencer suas leitoras de seus ensinamentos. O estudo evidencia que as obras se complementam, à medida que demonstram — seja através dos ensinamentos diretos que Maria Amália oferece para as mulheres, seja por meio dos contos em que constrói narrativas que exemplificam e ilustram os seus conselhos — qual era a educação feminina adequada para o papel a ser exercido pelas mulheres na sociedade do seu tempo, consistindo, unicamente, no de boas esposas, boas mães e boas donas de casa.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.20.067.DS02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat