Investigação matemática e educação financeira: manifestações de aprendizagem em um curso de licenciatura

Patricia Franzoni, Marli Teresinha Quartieri

Resumo


Este artigo caracteriza-se como pesquisa qualitativa e tem como objetivo investigar a aprendizagem e principais dificuldades dos licenciandos em matemática de uma universidade no estado do Rio Grande do Sul, com relação a tarefas investigativas de educação financeira, a partir de questionário metacognitivo. A metacognição está relacionada à consciência do indivíduo sobre a sua própria aprendizagem. Os dados produzidos foram analisados mediante a análise textual discursiva, surgindo duas categorias: a) Manifestações de aprendizagem e; b) Análise das dificuldades durante a resolução da tarefa. Por meio deste estudo, conclui-se que a maioria dos alunos envolvidos na pesquisa aprenderam educação financeira a partir da resolução das tarefas investigativas, análise das dificuldades e discussões com a turma. As principais dificuldades encontradas estão relacionadas à falta de conhecimento de economia; insegurança na formulação de conjecturas e generalizações, em função da dependência da utilização de formulários; ausência de prática na resolução de problemas de caráter aberto. Os pequenos grupos quando compararam seus resultados, no momento da socialização para o grande grupo, perceberam que poderiam ter escolhido outros caminhos ou que algum fator importante, que poderia ter feito parte da análise, não tinha sido considerado, o que possibilitou diversas reflexões, fortalecendo o aprendizado e o desenvolvimento do espírito crítico e colaborativo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.21.068.AO09

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Editora Universitária Champagnat