Circulação de ideias em eventos da História da educação matemática

Yohana Taise Hoffmann, David Antonio da Costa

Resumo


Consideramos a História da educação matemática (Hem) como um campo científico que possui como elementos constitutivos os grupos de pesquisas, as produções científicas, como teses e dissertações, as disciplinas que contribuem para a autonomia e estabilidade do próprio campo e as comunicações científicas, como os eventos e as revistas. Mobilizamos a sociologia da educação de Pierre Bourdieu como referencial teórico, principalmente na definição do conceito de campo. Dessa forma, o presente artigo tem por objetivo apresentar sócio historicamente a circulação de ideias a partir dos eventos e as revistas científicas do campo da Hem. Apresentamos o International Congress on Mathematical Education (ICME), em seguida a revista International Journal on the History of Mathematics Education (IJHME), que circulou entre os anos de 2006 e 2016. A partir da mobilização da comunidade internacional de pesquisadores que investigam a Hem, foi criado o International Conference on the History of Mathematics Education (ICHME), logo em seguida o Congresso Iberoamericano de História da Educação Matemática (CIHEM) e, no Brasil, o Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática (ENAPHEM). Entre todas as revistas atualmente que contribuem para a circulação de ideias elencamos a Revista UNIÓN, intitulada Historia Social de la Educación Matemática en Iberoamérica e a Revista HISTEMAT, intitulada Revista de História da Educação Matemática. Os espaços que a Hem vem ocupando contribuem para o processo de reconhecimento, legitimação, socialização e circulação de ideias do próprio campo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.20.067.AO06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat