Saberes necessários ou desejados para uma docência de qualidade na Educação Superior

Marcos Villela Pereira

Resumo


Este artigo apresenta o contexto e as ponderações da primeira fase da pesquisa “Implicações da prática e da experiência na formação de professores”. O contexto é caracterizado de modo geral pela circunstância da abordagem de 97 estudantes de pós-graduação matriculados na disciplina Metodologia do Ensino Superior nos anos de 2009 e 2010 e pelas discussões emergidas a partir de aulas experimentais e debates relativos ao sentido da docência na Educação Superior. Os achados foram coletados a partir da escrita de ensaios sobre seus processos “professoralização” e o tema da implicação da experiência na formação docente foi destacado em excertos dali extraídos. A dimensão ética da formação e da docência foi objeto de exploração, na medida em que se valorizam os efeitos da interimplicação entre os sujeitos, sua circunstância de atuação e seus grupos de alunos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, M. E. D. A. et al. O trabalho docente do professor formador no contexto atual das reformas e das mudanças no mundo contemporâneo. RBEP, v. 91, n. 227, p. 122-143, jan./abr. 2010. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2013.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: . Acesso em: 30 ago. 2013.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução n. 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 9 abr. 2002. Disponível

em: . Acesso em: 24 mar. 2012.

DIKER, G. ¿Es posible promover otra relación con el saber? In: BAQUERO, R.; DIKER, G.; FRIGERIO, G. (Comp.). Las formas de lo escolar. Buenos Aires: Del Estante Editorial, 2007. p. 43-58.

FOUCAULT, M. Crítica y Aufklärung. Revista de Filosofia-ULA, v. 8, p. 5-30, 1995.

GADAMER, H. G. Verdade e método I – traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. 10. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

GOERGEN, P. Educação moral hoje: cenários, perspectivas e perplexidades. Educação & Sociedade, v. 28, n. 100, p. 737-762, out. 2007.

HERMANN, N. M. H. Hermenêutica e educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico 2010. Brasília, DF, 2012. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2012.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Censo da educação superior 2010. Brasília, DF, 2011.

MILOSZ, C. Depoimento. In: DOIS poemas. Direção de João Moreira Salles. Rio de Janeiro: Videofilmes, 2009. DVD (5min).

PEREIRA, M. V. O limiar da experiência estética: contribuições para pensar um percurso de subjetivação. Pro-Posições, v. 23, n. 1, p. 183-195, jan./abr. 2012.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes,

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2007.

WELSCH, W. Mudança estrutural nas ciências humanas: diagnóstico e sugestões. Educação, v. 30, n. 2, p. 237-258, maio/ago. 2007.




DOI: https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.13.040.DS01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat