Um diário de notas rasgado em pedaços: indisciplina e condutas de risco na escola

Julia Siqueira da Rocha, Ione Ribeiro Valle, Tiago Ribeiro Santos

Resumo


O artigo apresenta a descrição e a análise de uma situação escolar relativa à indisciplina. O mesmo, para tanto, faz uma análise de caso mobilizando um referencial sociológico que procura apreender a indisciplina, não somente como forma de transgressão à norma, mas como um valor que traciona condutas de riscos da parte do alunado. O contrário da apatia e do ânimo morno, as condutas de risco colocam acento sobre experiências em que os indivíduos se mostram mais dispostos a lançar o seu próprio corpo a se colocarem enfim em risco, perigo – em nome de um processo identitário constituído contra a escola, ainda que permaneçam em meio a ela. Problematiza-se também a ideia de justiça social operada pela escola quando a indisciplina pertence ao seu meio.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, P.; CHAMPAGNE, P. Os excluídos do interior. In: NOGUEIRA, M. A.,

CATANI, A. (Orgs.). Escritos de educação: Pierre Bourdieu. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. Cap. 9, p. 217-227.

DUBET, F. O que é uma escola justa? A escola das oportunidades. São Paulo: Cortez, 2008.

DURKHEIM, E. L’éducation morale: prefáce de Jean-Claude Filloux. Paris: Éditions Faber, 2005.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Tradução Raquel Ramalhete. 36. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

LE BRETON, D. O risco deliberado: sobre o sofrimento dos adolescentes. Tradução Maria Stella M.S. D’Agostini. Revisão Leila Jeolás e Ednalva Neves. Revista de Ciências Sociais - Política & Trabalho, João Pessoa, PB, n. 37, p. 33-44, out. 2012.

LE BRETON, D. Condutas de risco: dos jogos de morte ao jogo de viver. São Paulo: Autores Associados, 2009.

LE BRETON, D. En souffrance: adoslecence et entrée dans la vie. Paris: Métailié, 2007.

POMPEIA, R. O Ateneu: apuração do texto em confronto com o original e introdução: Therezinha Bartholo. 9. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1993.

ROCHA, J. S. Violências na escola: da banalidade do mal à banalização da pedagogia. Florianópolis: Insular, 2010.




DOI: https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.16.047.DS08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat