AS CONDIÇÕES PARA UMA EDUCAÇÃO DE BASE COM QUALIDADE NA AMÉRICA LATINA

Abdel-Jalil Akkari, Natania Nogueira

Resumo


Tem havido um aumento significativo na disponibilidade de escolas na América Latina. Quase todas as crianças têm acesso à educação básica. Contudo, parece que a educação básica em geral se tornou uma fonte de diplomas sem valor para os pobres e marginalizados. A educação disponível para estes grupos ainda é de baixa qualidade. Comparada a outras regiões do mundo, o nível da educação na América Latina tem sido fraco. As diferenças sociais da região fazem com que avanços na educação sejam difíceis e o patamar pobre da educação tem ajudado a perpetuar estas diferenças. Dada a diversidade sociocultural que caracteriza o povo da América Latina, a qualidade educacional implica em reconhecer a necessidade de diversificar os processos educativos e melhor distribuir os recursos públicos investidos em educação. Investir no conhecimento dos professores, em pedagogia e comprometimento, assim como oferecer materiais didáticos adequados e apropriados talvez ajude a implantar as reformas necessárias. A pedagogia de Paulo Freire foi testada e desenvolvida mediante uma série de experiências consecutivas ao longo de mais de vinte anos, tanto no contexto rural quanto no urbano. Ela apresenta uma valiosa alternativa para aprimorar a qualidade da educação na região.

Texto completo:

PDF

Referências


ADITAL. Campanha quer reduzir analfabetismo LatinaChile. 03 de agosto de 2004. Disponível em: . Acesso em: 28 jan. 2005. LAaDtUinRa-RJ (Associação dos Docentes da UFRuralRJ). A educação na América : direito em risco. Brasília, 2004. Disponível em: . Acesso em: 2 jun. 2005.

CAVALCANTE, Meire. Quem ensina no Brasil? Nova Escola, 10 de abril de 2003. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2003.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Os desafios do ensino Brasileiro: do ensino fundamental ao ensino profissional. In: TRINDADE, Helio; BLANQUER, Jean-Michel. (Org.). Os desafios da educação na América Latina. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 201-218.

GHANEM, Elie. Educação escolar e democracia no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica/Ação Educativa, 2004.

LANDABURU, Jon. A educação em regiões indígenas: mudanças recentes na Colômbia, Equador e Bolívia. In: TRINDADE, Hélio; BLANQUER, Jean-Michel. (Org.). Os desafios da educação na América Latina. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 254-269.

NOBLAT, André. A tragédia do ensino básico. Jornal do Brasil, 23/04/2003 -Rio de Janeiro. Disponível em: . Acesso em: 25 abril 2003.

REIMERS, F. Education and Poverty in Latin America: can schools make any difference? Boston: DRCLAS News, 1999.

RIBEIRO, Ana Paula. Desigualdade social no Brasil continua em níveis elevados. Brasília, Folha On Line, 01 de junho de 2005. Disponível em: . Acesso em: 13 jun. 2005.

SCHIEFELBEIN, E. La reforma educativa en America Latina: un programa de accion. Proyecto Principal de Educación BOLETIN 37, Santiago: OREALC, 1995. UNESCO. Education pour tous: les et Coopération, résultats mondiaux. D+C Développement v.6, p. 12, Nov./Dec., 2001.

WATKINS, K. The Oxfam report. London: Oxfam GB, 2001.

WORLD BANK. Educational change in Latin America. Washington DC: World Bank, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v7i22.4183

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat