Combates pela formação da normalista católica em Patos de Minas (Minas Gerais, Brasil, 1948-1960)

Amanda de Lima Carneiro, Giseli Cristina do Vale Gatti

Resumo


Trata-se da comunicação de resultados de pesquisa em temática relacionada à formação de normalistas no âmbito de instituições católicas como estratégia de combate da Igreja ao avanço de ideias liberais e das denominações religiosas protestantes, particularmente na cidade de Patos de Minas, no Estado brasileiro de Minas Gerais, no período compreendido entre 1948 e 1960. O objeto privilegiado foi a Escola Normal Nossa Senhora das Graças, por meio da qual objetivou-se apreender parte das estratégias católicas de manutenção de sua relevância em um mundo histórico que se transformava e que se abria a novas formas de compreensão da vida e da sociedade, dentre as quais teve destaque a criação e a manutenção de instituições destinadas à formação de professoras para atuarem na educação escolar primária. Em termos metodológicos, partiu-se do exame da documentação legal existente, dos impressos jornalísticos e de farta iconografia, com importante acréscimo de depoimentos colhidos junto às egressas da instituição escolar, no esforço de apreender os aspectos mais relevantes do empreendimento católico. Percebeu-se que ao lado de garantir a formação de um corpo docente católico no ensino primário da cidade, a Escola Normal católica, também colaborou para a perpetuação de uma mentalidade que restringia o papel da mulher na cidade e na sociedade ao de mãe zelosa e esposa fiel.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.063.DS10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat