Educação e religião no projeto de Sofia Cavalletti: um modelo pedagógico e cultural

Edile Maria Fracaro Rodrigues, Sérgio Rogério Azevedo Junqueira

Resumo


Este artigo, resultado de pesquisa bibliográfica, busca compreender um dos múltiplos caminhos de diversas práticas empreendidas no cenário religioso e educativo, que é a participação efetiva de mulheres na organização da sociedade. Aborda os temas da educação e da religião a partir da concepção de Sofia Cavalletti (1917-2011), que com Gianna Gobbi (1920-2002), pedagoga montessoriana, desenvolve a Catequese do Bom Pastor (Catechesis of the Good Shepherd – CGS). Traça o contexto da Nova Escola e os pressupostos do projeto montessoriano para a compreensão dessa proposta para o cenário religioso e educativo. Assim como no método montessoriano, a CGS possibilita o manuseio de materiais concretos dando ênfase à educação dos sentidos. E como acontece com a maioria das abordagens, educacionais ou ministeriais, a CGS também tem seus críticos. O tempo de formação dos catequistas, considerado muito longo, a questão linguística nos escritos de Cavalletti, particularmente para um público de fala inglesa, e o fato de não fornecer definições precisas sobre as suas pesquisas, são alguns pontos delicados de seus pressupostos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.063.DS03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat