Discursos no feminino na imprensa pedagógica de inspiração católica: Página de Castelo Branco e Seiva – Revista de Cultura (1953-1959)

Helder Manuel Guerra Henriques, Jussara Santos Pimenta

Resumo


O artigo propõe uma análise dos discursos femininos, sobretudo de alunas normalistas, publicados em dois periódicos, de inspiração Católica, da Escola Particular do Magistério Primário de Castelo Branco (Portugal) na década de 50 do século XX. Pretendemos evidenciar o modo como as autoras foram incorporando e produzindo a sua identidade num contexto formativo, social e político enquadrado por uma forte moral cristã. Procuramos identificar, discutir e interpretar os discursos produzidos por alunas e/ou professoras através da Página de Castelo Branco (1953-1954) e da Seiva – Revista de Cultura (1955-1959). Através de uma abordagem metodológica assente na crítica histórica, defendemos a possibilidade da emergência de duas configurações identitárias associadas às autoras: uma identidade atribuída e uma identidade adaptada.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.063.DS011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat