AS PESQUISAS DENOMINADAS DO TIPO “ESTADO DA ARTE” EM EDUCAÇÃO

Joana Paulin Romanowski, Romilda Teodora Ens

Resumo


O presente texto tem o propósito de discutir os procedimentos e limites dos estudos denominados de “Estado da arte”. Ao apresentar reflexões a partir de estudos realizados pelas autoras, com participações em grupos de pesquisa sobre estado da arte com o tema formação de professores, pretende-se trazer, para o debate, as contribuições dessa modalidade de pesquisa. Neste sentido, inclui alguns dos caminhos que os estudos e as pesquisas sobre o mapeamento de formação de professores vêm tomando e indicações metodológicas para a realização desta modalidade de pesquisa. A realização de estados da arte possibilita a efetivação de balanço da pesquisa de uma determinada área. Na área de formação de professores os estudos realizados apontam a ampliação na última década do interesse pelo tema. Destaca-se que este tipo de estudo, usual em outros países, foi ampliado na última década no Brasil, com a realização de estados da arte tais como os desenvolvidos pelo INEP. A dificuldade de acesso aos textos de periódicos, teses e dissertações torna a investigação morosa, constituindo-se num dos complicadores de sua realização.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat