Letramento Digital na perspectiva emancipatória, digital e cidadã no desenvolvimento de práticas educativas gamificadas

Marcelo Miranda Lacerda, Eliane Schlemmer

Resumo


O presente artigo é um recorte do projeto de pesquisa doutoral intitulado: “Letramento e emancipação digital cidadã: cartografias e rastros na constituição de Espaços de Convivência Híbridos e Multimodais”. Neste contexto, pretende-se discutir o letramento digital de estudantes da Educação Básica — na perspectiva emancipatória, digital e cidadã
— no desenvolvimento de práticas educativas gamificadas, a partir da análise do jogo SM Real Life. A fundamentação teórica baseia-se em autores como: Latour (2012), Freire (2002), Schlemmer (2010, 2011), Schwartz (2007), Streck e Adams (2014) e Gee (2003). A pesquisa é qualitativa, exploratória e descritiva e fez uso do método cartográfico de pesquisa-intervenção (SCHLEMMER, 2015, 2018). Como instrumento de produção de dados, utilizou-se a observação participante, com registros, no diário de percurso, das pistas e dos rastros deixados pelos estudantes nos diferentes espaços de aprendizagem nos quais transitam. Conclui-se, a partir da análise dos rastros deixados pelos estudantes, que TD e práticas educativas gamificadas podem oportunizar inclusão, formação, empoderamento e emancipação digital e cidadã dos sujeitos, uma vez que eles utilizam e se apropriam efetivamente do poder transformador e emancipatório das TD; além disso, tais práticas oportunizam a criação de novas situações e espaços de aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.18.058.DS03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat