POLÍTICAS E PRÁTICAS DE GESTÃO PÚBLICA NA EDUCAÇÃO MUNICIPAL: AS COMPETÊNCIAS DA ESCOLA

Ana Maria Eyng

Resumo


As competências das organizações educacionais e no sistema é o objeto de reflexão deste artigo. A democratização das práticas escolares nos sistemas e nas organizações requer formação continuada, efetivada no movimento ação-reflexão- ação. Nesse movimento, a organização escolar converte-se em aprendiz ao mesmo tempo em que realiza seu papel como instituição formadora. O desenvolvimento, mobilização e atualização das competências da escola democrática necessita que os obstáculos que dificultam a aprendizagem sejam superados coletivamente. Essa superação pode ser viabilizada na criação de redes de aprendizagem intra e interescolas e sistemas. Tais redes funcionam como uma forma de democratização do sistema e das organizações educacionais.

Texto completo:

PDF

Referências


CARBONELL, J. A aventura de inovar: A mudança na escola. Porto Alegre: Artmed, 2001.

DOMINGO, J. C. Enseñanza, currículum y professorado. 2.ed. Madrid:

Akal, 1994.

EYNG, A. M. Educación pluridimensional: competencias transprofesionales en el currículo integrado. Publicaciones de la Universitat autònoma de Barcelona, Bellaterra, Barcelona, Spain, 2001.

GUERRA, M. A. S. La escuela que aprende. Madrid: Morata, 2000.

GUZMÁN, J. L. V. La participación de los professores en la gestión de

calidad en educación. Navarra: EUNSA, 2000.

NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

PALOS, J. (coord.) Estrategias para el desarrollo de los temas transversales del curriculum. Barcelona: ICE – Horsori, 2000.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre:

Artmed, 1997.

ROPÉ, F.; TANGUY, L. (Orgs.). Saberes e Competências: O uso de tais

noções na escola e na empresa. Campinas: Papirus, 1997.

SANCHO, J. M. Los professores y el curriculum. Barcelona: ICE – Horsori,

SENGUE, P. M. A Quinta disciplina: Arte e prática da organização que

aprende. 8.ed. São Paulo: Nova Cultural, 2001.

STENHOUSE, L. Investigación y desarrollo del curriculum. 3. ed. Madrid:

Morata, 1991.

THURLER, M. G. Inovar no interior da escola. São Paulo: Artmed, 1998.

TORRE, S. de la. Didactica y curriculo: Bases y componentes del processo formativo. Madrid: Dykinson, S. L., 1993.




DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v2i4.3847

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat