UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA DO ENSINO DA MATEMÁTICA NO FEMININO

Helena Castanheira Henriques

Resumo


A idéia de mulher, subjacente ao pensamento do século XIX, encontra-se associada ao conceito de doméstica, sendo-lhe reservados os papéis de esposa e mãe. A sua atividade encontrava-se dividida pelas tarefas de dona de casa e de educadora. Estará assim na base do implemento do ensino feminino, a necessidade de valorizar o papel da mãe educadora dos futuros homens. Como a educação das raparigas tinha como finalidade o exercício da maternidade, é evidente que os conteúdos a lecionar no ensino feminino centravam-se quase exclusivamente na educação moral, e ainda na aprendizagem da leitura, da escrita, da aritmética simples, completadas com os trabalhos de agulha (coser, bordar, tricotar). Tentaremos analisar a evolução do ensino feminino, particularmente no que diz respeito à Matemática, focando a presença ou ausência desta disciplina e tentando encontrar algumas justificações para o desenvolvimento dos planos curriculares do ensino feminino.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Luís. Para a História da Ciência em Portugal. Lisboa: Livros Horizonte, 1973

ARAÚJO, Helena Costa. Precocidade e «Retórica» na construção da escola de massas em Portugal. Educação, Sociedade e Culturas, n. 5, 1996.

CORVO, João Andrade; A instrução pública. (discurso pronunciado nas

sessões de 9, 10 e 11 Abril de 1866), Lisboa: Imprensa nacional, 1866.

DUBY, Georges; PERROT, Michelle; História das mulheres: do Renascimento à Idade Moderna. Lisboa:Afrontamento. 1994. v. 3.

ESTATUTOS da Universidade de Coimbra. 2. ed. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1972. v. 3.

FREIRE, F. C. Memoria da faculdade de mathematica. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 1872.

HENRIQUES, H. A. C. O percurso da matemática no ensino técnico

durante a monarquia. 2004. Tese (Doutoramento) - Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Porto, 2004.

Revista

SANTOS, Cândido dos. Universidade do Porto: raízes e memórias da

instituição. Porto: Reitoria da Universidade do Porto. 1996.

PARDAL, Luís; VENTURA, Alexandre; Dias, Carlos. O ensino técnico em

Portugal. Universidade de Aveiro. 2003

PINTO, Teresa. O ensino industrial feminino oitocentista. A Escola Damião de Góis em Alenquer. Lisboa: Colibri, 2000.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Émile ou De l’éducacion. NRF, Bibliothéque de la Pléiade. [S.l.:s.n. , [19—?] Livro V




DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v6i18.3337

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat