Professores não licenciados na Educação Básica: sentidos de docência no Ensino Médio Integrado

Felipe Ferreira, Giseli Barreto da Cruz

Resumo


O artigo discute questões de docência de professores não licenciados que atuam nos cursos técnicos que se articulam em integração com a Educação Básica, constituindo o Ensino Médio Integrado. Teve por referência uma pesquisa, cujo objetivo consistiu em analisar sentidos de docência que se inscrevem nas práticas de professores não licenciados que atuam no Ensino Médio Integrado do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ). O percurso metodológico se deu por meio da pesquisa narrativa, à luz de Clandinin e Connely (2000) e Galvão (2005), tendo sido entrevistados oito sujeitos. A sua base teórica se encontra em Kuenzer (2010), Oliveira (2008, 2017); Altet (2001), Formosinho (2009), Formosinho e Araújo (2011), Roldão (2007); Gauthier et al. (1998) e Shulman (1987). As análises indicam que as principais fontes de saberes mobilizados pelos sujeitos remetem a experiências vividas em diferentes momentos. Os sentidos de docência atribuídos por eles à sua prática indicam preocupação com o conhecimento do conteúdo a ser ensinado e com a formação para a cidadania; necessidade de estabelecimento de vínculo afetivo com os estudantes; reconhecimento de diferencial da formação específica para a docência; e a percepção de que a prática docente contribui para o aperfeiçoamento da atuação do professor.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.21.071.DS05

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Editora Universitária Champagnat