A formação de professoras na Escola Normal Nossa Senhora da Piedade (1919 a 1925)

Martha Raíssa Iane Santana da Silva, Larissa Pinca Sarro Gomes

Resumo


No ano de 1919 foi solicitado ao governador da Bahia autorização para o
funcionamento da Escola Normal Nossa Senhora da Piedade, na cidade de Ilhéus, região sul da Bahia. A investigação das contribuições dessa instituição é significativa pois se trata de um período no qual, a duras penas, se investia no processo de interiorização de instituições que oferecessem mão-de-obra suficiente para a propagação do ensino primário. Esse fato se observava não apenas no estado da Bahia, como em todo o Brasil. Neste artigo, interroga-se, especificamente, a respeito dos saberes ofertados na escola normal da instituição, de inspiração francesa. Os resultados apresentados abrangem um marco temporal de 1919 a 1925, considerando como início o ano em que foi concedida a autorização para o funcionamento dessa instituição escolar, e a data final corresponde ao limite de registros de reportagens localizadas no Jornal Correio de Ilhéos — entre os anos de 1920 a 1925. A partir de uma aproximação teórica com autores da História Cultural e com autores que discutem a organização dos saberes de formação foi possível destacar elementos da cultura escolar, da organização e do currículo dessa instituição, a qual ofertava disciplinas de cunho pedagógico, ao longo de toda a formação. Tal constatação ganha destaque, em tempos da predominância de disciplinas de cultura geral, “científicas”, nos currículos das escolas normais do Brasil, relegando as disciplinas pedagógicas ao último ano da formação. As disciplinas “científicas”, entretanto, continuavam a ter primazia no currículo a saber: Mathemáticas, Português, História, Geografia etc. Disciplinas como Pedagogia e Metodologia, compondo o conjunto de saberes profissionais, têm seu lugar no currículo da instituição, permitindo concluir quanto à existência de duas naturezas distintas, em termos de formação de professores, uma de cultura geral e outra de formação profissional.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.20.067.DS08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat