As especialidades convenientes à educação de mulheres no Brasil (séculos XIX e XX)

Marta Maria de Araújo, Cristina Coimbra Vieira

Resumo


Com o propósito de refletir sobre os ofícios convenientes à educação de mulheres e sobre os fundamentos sociais e pedagógicos dessa educação, analisam-se dez artigos, publicados na Revista Educação em Questão (1987-2019), referentes à proposta deste estudo e circunscritos aos séculos XIX e XX no Brasil. A abordagem foi pautada pela orientação metodológica de Charlot (2006) quanto às dimensões indissociáveis da formação humana, da autoformação, da socialização e das singularidades na realidade do processo educacional, particularmente no domínio da história da educação de mulheres. Os artigos e a entrevista analisados revelam que, sem dúvida, as professoras eram as especialistas nos ofícios de ensinar e de educar diversificadamente. Nessa direção pedagógica, as dimensões indissociáveis da formação humana, da autoformação, da socialização e das singularidades da educação de mulheres, simultaneamente, reforçavam-se nas inequívocas especializações femininas circunscritas nos ofícios da realidade do processo educacional e das modalidades escolares, educação doméstica, colegial, coletiva de natureza pública, aulas particulares e pesquisas educacionais, tencionadas pela organicidade da divisão do trabalho e, igualmente, pelos fins determinantes das relações sociais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.20.067.DS01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat