Por uma didática decolonial: aproximações teóricas e elementos categoriais

Alder Dias, Waldir Ferreira de ABREU

Resumo


O presente artigo tematiza a didática, enquanto campo do conhecimento da Pedagogia e como espaço importante de estudo e discussão do pensamento decolonial com vistas a construção de uma didática decolonial. Tem-se como objetivo explicitar elementos teóricos que contribuem com a constituição de uma didática decolonial. Consiste em uma pesquisa bibliográfica. Entre os referenciais teóricos constam autores do pensamento decolonial e da didática crítica intercultural. Abordam-se elementos históricos e conceituais que demarcam o pensamento decolonial, a pedagogia decolonial e a didática crítica intercultural, que possibilitam o desvelar epistemológico de realidades invisibilizadas, de enfrentamento crítico ao paradigma moderno/colonial e as relações de colonialidade formadas nos movimentos hegemônicos mundiais, forjados desde o processo de conquista das Américas. Retoma-se o pensamento de Candau desde a proposta de uma didática fundamental na década de 1980 aos dias atuais, momento em que defende uma didática crítica intercultural. No diálogo com esse percurso, propõe-se a didática decolonial. Conclui-se, entre outros elementos, que uma prática didática decolonial precisa assumir a alteridade como pressuposto ético-político-educativo, sobretudo considerando os sujeitos historicamente marginalizados, oprimidos e subalternizados da sociedade e do sistema educacional, comumente imersos em lógicas opressoras, monoculturalistas e instrumentais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.19.062.AO01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat