Postura cartográfica nos percursos de pesquisa

Maria de Lourdes da Silva Neta, Antonio Germano Magalhães Junior, Sarah Bezerra Luna Varela Machado

Resumo


As descrições dos percursos metodológicos das pesquisas são relevantes pelo fato de apontarem os caminhos percorridos pelos investigadores na exploração dos objetos, na constituição das aprendizagens e na superação de dificuldades no/do pesquisar. Nosso escrito teve por objeto as narrativas de sujeitos sobre a cartografia como postura investigativa adotada por um grupo de pesquisadores na área de Educação. Objetivamos compreender as experiências de percurso constituídas por professores/pesquisadores em formação que utilizam a postura cartográfica como atitude perante o exercício da pesquisa. A pesquisa de cunho qualitativo recorreu às dimensões bibliográfica e documental e utilizou os relatórios dos pesquisadores, atentando para três pistas: dificuldades, estratégias e aprendizagens. A postura cartográfica motivou o espírito científico e a incerteza na busca do conhecimento no percurso formativo do grupo de pesquisadores.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.19.060.AO04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat