Educação a Distância e inclusão: uma análise sob a perspectiva docente

Braian Garrito Veloso, Daniel Mill

Resumo


O objetivo principal desta pesquisa é discutir, sob a perspectiva docente, a inclusão possibilitada pela Educação a Distância (EaD). A investigação foi empreendida no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). No que concerne aos procedimentos metodológicos, foram coletados, por meio de questionários virtuais, dados de 677 docentes que atuam ou já atuaram em cursos oferecidos no âmbito do Sistema UAB. Após isso, foram realizadas 8 entrevistas semiestruturadas. Concomitantemente, coletou-se dados em fontes documentais, quais sejam, processos seletivos, documentos oficiais, editais e outras informações disponibilizadas virtualmente nas páginas das instituições públicas que ofertam cursos a distância. Por sua vez, os dados foram submetidos a uma análise quantitativa e qualitativa. Com o estudo, identifica-se que a EaD está relacionada a processos inclusivos. A flexibilidade nos editais de contratação permite que professores da educação básica encontrem no Sistema UAB a oportunidade para atuar no ensino superior. Ademais, a disparidade temporal e espacial, bem como o teletrabalho, possibilitam que os docentes consigam sobrepujar diferentes problemáticas, como distância geográfica, problemas de saúde, situações de opressão, descaso do Estado, etc.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.19.060.DS03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat