Corpo e Psiquismo: sobre uma antinomia da experiência na obra de Freud

Eduardo Ribeiro da Fonseca

Resumo


 

O ponto de vista psíquico domina a obra de Freud, dados os objetivos clínicos do autor, que desenvolve um método para tratar as neuroses de transferência no âmbito individual e atual. No entanto, a consideração do corpo como um organismo (Organismus) se faz necessária, o que implica, por outro lado, na consideração da série histórica dos indivíduos no contexto da Humanidade não apenas atual, mas também da série orgânica, o que resulta na consideração biológica e não apenas cultural. Essa é uma constatação que nos leva, curiosamente, à situação paradoxal na qual tanto o cérebro é tomado como um produto psíquico, como o psiquismo é tomado como um produto do cérebro.

 


Palavras-chave


Corpo. Psiquismo. Antinomia. Experiência.

Texto completo:

PDF

Referências


ACHA, O. Freud e o problema da história. Buenos Aires: Prometeo Libros Editorial, 2007.

BRANDÃO, E. O conceito de matéria na obra de Schopenhauer. Tese (Doutorado em Filosofia) — Universidade de São Paulo (USP), 2002.

CACCIOLA, M. L. A crítica da razão no pensamento de Schopenhauer. Dissertação

(Mestrado em Filosofia) — Departamento de Filosofia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1981.

FONSECA, E. R. da. Psiquismo e vida: sobre a noção de Trieb nas obras de Freud, Schopenhauer e Nietzsche. Curitiba: Editora UFPR, 2012.

FONSECA, E. R. da. Uma estreita passagem: sobre o conceito de corpo nas obras

de Schopenhauer e Freud. Curitiba: Editora UFPR, 2016.

FREUD, S. SA Die S Freud-Studienausgabe. (S. Fischer Verlag, 1980). Org. 2. ed. Munique: DTV/de Gruyter, 1999. 11 v. (As referências a essa edição são indicadas pelas iniciais SA, seguidas do número do volume em algarismo romano e do número da página em número arábico).

FREUD, S. A correspondência completa de S. Freud para W. Fliess. Rio de Janeiro: Imago, 1986.

FREUD, S. Neuroses de transferência: uma síntese. Rio de Janeiro: Imago, 1987.

FREUD, S; FERENCZI, S. The Correspondence of Sigmund Freud and Sandor Ferenczi. Cambridge: The Belknap Press of Harvard University Press, 1996. v. 2, p. 1914-1919.

KANT, I. Crítica da razão pura. Trad. Fernando Costa Mattos. Petrópolis: Vozes, 2016.

SCHOPENHAUER, A. WWV Die Welt als Wille und Vorstellung, [“O Mundo Como Vontade e Representação” e “Complementos”] — 1819 (1. ed.); 1844 (2. ed.); 1859 (3. ed.). In: SW Sämtliche Werke. Wolfgang Frhr. von Löhneysen (ed.). Frankfurt: Suhrkamp Verlag, 1986. 5 v. (As referências a essa edição são indicadas pelas iniciais SW, seguidas do número do volume em algarismo romano e do número da página em número arábico).

SCHOPENHAUER, A. Crítica da filosofia kantiana. Trad. Maria Lúcia Cacciola. 5. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. (Os Pensadores).




DOI: https://doi.org/10.7213/1980-5934.30.050.AO01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.