Pesquisa bibliográfica em educação: análise de conteúdo em revisões críticas da produção científica em educação

Bruno Cortegoso Prezenszky, Roseli Rodrigues de Mello

Resumo


Nosso objetivo neste texto é retomar pontos centrais da análise de conteúdo na perspectiva de Bardin (2002), entendida como caminho para a construção de revisões críticas da produção científica na área de humanas, mais especificamente na revisão bibliográfica sistemática na área de educação, uma vez que ela é bastante citada nas produções brasileiras, frequentemente sem maior detalhamento dos procedimentos realizados. Buscando contribuir para a produção de pesquisas de revisão desenvolvemos um ensaio demonstrativo, no qual apresentamos os passos descritos por Bardin (2002), bem como os conceitos envolvidos na análise de conteúdo, ilustrando-os com exemplos advindos de uma pesquisa que objetivou analisar a produção recente da área de Psicologia que visa a contribuir para o ensino e a aprendizagem instrumental. São apresentadas discussões acerca das contribuições, características e obstáculos inerentes à pesquisa de revisão de literatura, bem como a definição de conceitos relacionados à produção científica de conhecimento (como método e metodologia). Ao final, ao afirmar que a contribuição de Bardin (2002) continua efetiva para propor caminhos rigorosos no desenvolvimento de pesquisa bibliográfica em ciências humanas, apresentamos sugestões aos jovens pesquisadores que iniciam seu trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.063.AO01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat