INVENTÁRIO DO ABISMO

Eliane Robert Moraes

Resumo


Cento e vinte dias, seiscentas paixões. Quatro meses de libertinagem,
quatro classes de vícios. A cada dia, cinco modalidades, somando
cento e cinquenta por mês. Para dar conta dessas cifras, uma comitiva
formada por quarenta e seis pessoas, distribuídas em oito categorias
distintas, das quais sete pertencem à classe dos súditos. Oito meninos,
oito meninas e oito fodedores. Quatro criadas e seis cozinheiras. Quatro
esposas. Quatro narradoras. Por fim, na classe dos senhores, os quatro
libertinos que sempre merecem designação individualizada: Curval, Durcet,
Blangis e o Bispo.


Texto completo:

PDF

Referências


BUFFAT, Marc. “Préface”. In: SADE, Marquês de. Lettres à sa femme,

Paris: Babel, 1997.

HÉNAFF, Marcel. L´invention du corps libertin. Paris: PUF, 1978.

LÉLY, Gilbert. Vie du Marquis de Sade. Paris: Gallimard, 1978. Tomo, I-II.

MORAES, Eliane Robert. “A leitura na alcova” e “A cifra e o corpo”. In:Lições de Sade: Ensaios sobre a imaginação libertina. São Paulo, SP:

Iluminuras, 2006.

PAUVERT, Jean-Jacques. Sade vivant: tomo II. Paris: Robert Laffond, 1989.

PIA, Pascal (org.). Dictionaire des OEuvres Érotiques. Paris: Mercure

de France, 1971.

SADE, Marquês de. Os 120 Dias de Sodoma. Tradução de Alain François.

São Paulo, SP: Iluminuras, 2006.

______. Oeuvres completes. Paris: Pauvert, 1986-1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v18i23.8606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.