Morfologia genética em Schleiden e Grant: a célula vegetal e o animal elementar

Maurício de Carvalho Ramos

Resumo


No presente estudo, discuto e sintetizo o conceito de célula vegetal de M. J. Schleiden e o conceito de animal elementar que elaboro a partir da ideia de “animal abstrato” sugerida por R. E. Grant. A elaboração e a interpretação que conduz a essa síntese é feita ampliando a ideia do desenvolvimento como um princípio regulador, proposta por E. Cassirer. Concebo tal ideia como expressão de uma racionalidade morfológica genética. O resultado geral obtido é que a célula vegetal e o animal elementar são duas variações de uma mesma forma que exibe uma íntima relação estrutural-funcional, manifesta empiricamente em duas modalidades essenciais de vida, uma simples e singular e outra complexa e plural. A interação de ambas torna inteligível fenômenos básicos da vida vegetal e animal a partir de uma matriz genética comum.

Texto completo:

PDF

Referências


BROWN, R. Observations on the organs and mode of fecundation in Orchideae and Asclepiadeae. London: Richard Taylor, 1833;

CASSIRER, E. Le problème de la connaissence dans la philosophie et la science des temps modernes IV: de la mort de Hegel à l’époque présente. Paris: Éditions du Cerf, 1995;

DANA, J. D. Exploring expedition during the years 1838, 1839, 1841, 1842 under the command of Charles Wilkes, U. S. N. Zoophytes. Philadelphia: Lea and Blanchard, 1848;

GRANT, R. E. Digestive canal. In: TODD, R. Cyclopaedia of anatomy and physiology. London: Longmann & Roberts, 1836-1839. v. 2;

GRANT, R. E. Outlines of comparative anatomy. London: Hippolyte Bailliere, 1841;

NICHOLSON, D. J. Biological atomism and cell theory. Studies in History and Philosophy of Biological and Biomedical Sciences, v. 41, p. 202-211, 2010. doi:10.1016/j.shpsc.2010.07.009;

RAMOS, M. C. Epistemologia histórica e morfologia. 2012a. (No prelo);

RAMOS, M. C. O conceito de mônada orgânica. Metatheoria, v. 3, n. 1, p. 40- 72, 2012b;

SCHLEIDEN, M. J. Contributions to phytogenesis. In: SCHWANN, T. Microscopical researches into the accordance in the structure and growth of animals and plants. London: Sydenham Society, 1847. p. 229-268.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistadefilosofiaaurora.7772

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.