O Titã de Iena: a recepção de Fichte por Hölderlin

Ulisses Razzante Vaccari

Resumo


Ao assistir as preleções Sobre o destino do erudito ministradas por Fichte em Iena em 1795, Hölderlin, numa carta a Hegel, define o filósofo como um titã lutando pela humanidade. A partir dessa imagem de Hölderlin, o presente texto procura mostrar a importância da oratória na filosofia de Fichte, em particular nas preleções ministradas em 1794 e 1795 quando de sua admissão na universidade de Iena. Intimamente ligada ao seu projeto de educação do erudito, a oratória constitui um modo de despertar o ouvinte, situado no plano da vida, por meio da palavra vivificada pelo espírito. A partir disso, o presente texto procura estabelecer um paralelo entre a formação do erudito em Fichte e a formação do poeta em Hölderlin. 

Texto completo:

PDF

Referências


FICHTE, J. G. Fichte im Gespräch. Stuttgart – Bad Cannstatt, Friedrich Frommann

Verlag (Günther Holzbog), 1981, vol. I.

FICHTE, J. G. Gesamtausgabe der bayerischen Akademie der Wissenschaften.

Herausgegeben von Reinhardt Lauth und Hans Gliwitzky. Stuttgart – Bad

Cannstatt, Friedrich Frommann Verlag (Günther Holzbog), 1981.

FICHTE, J. G. O destino do erudito. Tradução de Ricardo Barbosa. São Paulo:

Editora Hedra, 2014.

FICHTE, J. G. Sobre o espírito e a letra na filosofia. Tradução de Ulisses Razzante

Vaccari. São Paulo: Humanitas/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2015.

HEGEL, G.W.F. Briefe von und an Hegel. (Org. J. Hoffmeister). Hamburg: Felix

Meiner Verlag, 1952.

HEIDEGGER, M. Hölderlins Hymnen ‘Germanien’ und ‘Der Rhein’. Frankfurt am

Main: Vittorio Klostermann, 1999.

HÖLDERLIN, F. Hipérion ou o eremita na Grécia. Tradução de Erlon José

Paschoal. São Paulo: Nova Alexandria, 2003.

HÖLDERLIN, F. Sämtliche Werke (SW). Ed. Jochen Schmidt. Deutscher

Klassiker Verlag: Frankfurt am Main, 1992.

HÖLDERLIN, F. Poemas. Tradução de Paulo Quintela. Coimbra: Atlântida,

LÉON, X. Fichte et son temps. Paris: Librairie Armand Collin, 1954.

WERLE, M. A. Poesia e pensamento em Hölderlin e Heidegger. São Paulo: Editora

Unesp, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/aurora.27.042.DS11

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.