Observantia et reverentia: respeitando um kantiano não ortodoxo

Darlei Dall’Agnol

Resumo


O presente trabalho presta homenagem a Valério Rohden, um dos mais importantes "lósofos kantianos do nosso país, por meio de uma discussão sobre os diferentes tipos de respeito na "loso"a moral de Kant. Primeiramente, o artigo procura mostrar que o grande tema "losó"co que motivava as atividades investigativas de Rohden foi a questão da liberdade. Para ele, o próprio respeito é consciência da liberdade. Partindo da distinção entre observantia e reverentia, o artigo problematiza essa leitura de Kant. O trabalho, então, procura mostrar que Kant era, sob o ponto de vista metaético, um internalista e, por conseguinte, somente a própria lei moral pode ser motivadora da ação. Outros elementos, tais como o prazer, não podem a ela se misturar. Além disso, o artigo apresenta alguns pontos de concordância, mas outras diferenças interpretativas, entre o seu autor e o pensador aqui homenageado, sobre a questão do valor moral das ações na obra de Kant.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistadefilosofiaaurora.6150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.