O ENTENDIMENTO DE UMA PROPOSIÇÃO NO DOMÍNIO DA GRAMÁTICA

Mariluze Ferreira de Andrade e Silva

Resumo


Wittgenstein divide a Gramática filosófica (1974/2003)1 em duas partes. A primeira trata de “A proposição e seu sentido” e a segunda apresenta uma investigação “Sobre a lógica e a matemática”. A primeira, cap. I, q. 1-13, aborda o tema sobre “entender uma proposição” relacionada às regras do jogo de xadrez. Este estudo analisa as 13 questões, com o objetivo de esclarecer o domínio do uso, na sentença, do conceito ‘entender’, no contexto da gramática, fazendo analogia com o uso das regras do xadrez, no tabuleiro.

Texto completo:

PDF

Referências


FAUSTINO, S. Wittgenstein: o eu e a sua gramática. São Paulo: Ática, 1995.

FINKELSTEIN, D. Wittgenstein on rules and platonism. In: CRARY, A.; READ, R.

(Ed.). The new Wittgenstein. Canada: Routledge, 2000.

GLOCK, H. J. Dicionário Wittgenstein. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

KRIPKE, S. A. On rules and private language. Oxford: Blackwell, 2003.

MCDOWELL, J. Non-cognitivism and rule-following. In: CRARY, A.; READ, R.

(Ed.) The new Wittgenstein. Canada: Routledge, 2000. p. 38-53.

WITTGENSTEIN, L. Investigações filosóficas. 2. ed. Tradução de Marcos G. Montagnoli. Petrópolis: Vozes, 1996.

______. Tractatus logico-philosophicus. Tradução, apresentação e ensaio Introdutório de Luiz Henrique Lopes dos Santos. São Paulo: EDUSP, 2001.

______. Gramática filosófica. São Paulo: Loyola, 2003. Cap. I. questões 1-13.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v21i29.2587

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.