Sul concetto di fondamento in Karl Leonhard Reinhold (1789-1792). Sei tesi sul passaggio dalla Critica della ragione alla Filosofia elementare

Faustino Fabbianelli

Resumo


O conceito de fundamento reinholdiano retoma nominalmente o correspondente conceito kantiano. Se é verdade que em ambos os casos o que funda é aquele elemento que põe o diverso por si de modo determinado, temos que estabelecer como esta relação fundazional tenha que ser compreendida. Para Kant aparece fundamental a questão da síntese, que permite, não apenas diferenciar entre consciência matemática e filosófica, mas também fixar a impossibilidade, para a filosofia, de partir de definições. Reinhold acha que uma filosofia sem apelações, como pretende ser a filosofia elementar, possa ir além dos limites impostos por Kant ao conhecimento filosófico, na medida em que ele é capaz de fundar o saber em fundamentos que, como são absolutamente determinados, explicam a experiência em base ao fato de que não se pode duvidar sobre eles. O tema da notio, ou seja da omnimoda determinatio, em torno ao qual girava boa pare da discussão da escolástica leibniziano-wollfiana no que diz respeito à definição e à cognoscibilidade de uma coisa, é retomado por Reinhold no âmbito de uma filosofia transcendental que vai além de Kant e que abre as portas aos grandes sistemas da filosofia clássica alemã.

Palavras-chave


Reinhold. Kant. Fichte. Fundamento. Síntese. Matematica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1980-5934.30.051.DS03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.