O EPICURISMO DE ERASMO

Luiz Paulo Rouanet

Resumo


Erasmo de Roterdã é um autor que pode ser qualificado de
ironista, pois cultiva, acima de tudo, o bom humor. Seus Colóquios
são fonte inesgotável de ditos espirituosos e cenas cômicas e
satíricas. Erasmo disse que não suportaria ser torturado por suas
convicções religiosas e rejeitou a oferta de Lutero para que se
convertesse ao Luteranismo. Neste texto, abordaremos estas e
outras questões, relacionando-os com alguns dos ensinamentos de
Epicuro.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAGNANNO, N. História da filosofia. 4. ed. Tradução de António Borges

Coelho. Lisboa: Presença, 1992. Col. II;

ANDRADE, Rachel G. de. O ofício do sábio estóico: o duplo registro do

discurso da Stoa. São Paulo: Loyola, 1999;

BATAILLON, Marcel. Erasmo y España. Tradução de Antonio Alatorre.

México: Fondo de Cultura Económica, 1996;

ERASME. Érasme: Oeuvres, C. Blum, A. Godin, J. C. Margolin, D. Ménager,

Paris, Laffont, “Bouquins”, 1992 (contient l’Éloge de la Folie, un choix

d’Adages et de Colloques, des extraits de plusieurs traités, du De Pueris

Instituendis au Ciceronianus, et un choix de lettres);

HUIZINGA, J. Erasmo. Tradução de José Luis Borges Coelho. Lisboa:

Portugália, 1970.;

LAËRCE, Diogène. Vie, doctrines et sentences des philosophes illustres.

Trad. notices et notes par Robert Genaille. Bourges: Garnier-Flammarion, 1965;

MORAES, João Q. de. Epicuro: as luzes da ética. São Paulo: Moderna, 1998;

ROUANET, Luiz P. O enigma e o espelho: uma análise dos discursos sobre a

paz de Erasmo e Rawls. 2000. Tese (Doutorando de Filosofia) - FFLCH-USP.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v19i24.2173

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.