Ler, traduzir, ensinar

Salma Tannus Muchail

Resumo


A experiência de traduzir textos filosóficos (no caso, especificamente textos de Michel Foucault) permite o levantamento de reflexões sobre analogias possíveis entre o trabalho de tradução, por um lado e, por outro, a leitura e o ensino filosóficos. Também conduz à hipótese de um parentesco possível entre a tradução e a redação de apresentações e prefácios.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1980-5934.28.045.DS03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.