OS PARADOXOS ENTRE A DEMOCRACIA E O DIZER-VERDADEIRO

Márcio Alves da Fonseca

Resumo


Ao retomar parte do estudo realizado por Michel Foucault sobre a noção de parrhesia (dizer-verdadeiro) no curso Le gouvernement de soi et des autres, o artigo pretende explicitar alguns aspectos da abordagem do filósofo acerca da parrhesia em suas relações com a democracia antiga. Se nas primeiras aulas desse curso do Collège de France o estudo sobre a parrhesia é conduzido pela interpretação da tragédia Íon, na qual se identifica o momento da fundação mítica da parrhesia democrática, a análise dos discursos proferidos por Péricles aos cidadãos atenienses – relatados por Tucídides em sua Guerra do Peloponeso –, em um momento crucial da guerra da cidade contra os lacedemônios, permitirá a Foucault discorrer sobre aquilo que considera ser o núcleo paradoxal das implicações entre o dizer-verdadeiro e a democracia antiga. Apoiando-se em tais análises de Foucault, o artigo sugere a necessidade de um pensamento atual acerca da democracia que considere – para além dos problemas tradicionais da representatividade, da liberdade, da autonomia dos indivíduos e do exercício do poder político – o vínculo necessário e, por vezes, ambíguo, entre a democracia e o discurso verdadeiro.

Texto completo:

PDF

Referências


CONSTANT, B. De la liberte chez les modernes. Paris: Hachette, 1980.

EURIPIDE. Ion, in: EURIPIDE. Tragédies complètes I. Paris: Gallimard, 1962.

FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. Tradução de Márcio Alves da

Fonseca e Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

FOUCAULT, M. Le gouvernement de soi et des autres. Cours au Collège de

France. 1982-1983. Paris: Gallimard; Seuil, 2008.

FOUCAULT, M. Le courage de la vérité. Cours au Collège de France. 1984.

Paris: Gallimard; Seuil, 2009.

GROS, F. Situation du cours. In: FOUCAULT, M. Le gouvernement de soi

et des autres. Cours au Collège de France. 1982-1983. Paris: Gallimard; Seuil, 2008, p. 347-361.

THUCYDIDE. La guerre du peloponnese. Paris: Gallimard, 1964.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v23i32.1720

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.