Compulsão à repetição no contexto analítico para Winnicott

Leopoldo Fulgencio

Resumo


Neste artigo pretendo fazer uma análise da alternativa que Winnicott dá à compreensão do fenômeno caracterizado por Freud como sendo o da compulsão à repetição. Depois de retomar a posição de Freud, mostro que Winnicott faz referência à expressão compulsão à repetição em apenas dois momentos de sua obra: um para referir-se a uma criança neurótica que precisa retomar a situação traumática, experienciando-a novamente no quadro do contexto analítico; outro, no qual ele se refere a falhas no início do processo de amadurecimento de alguns pacientes, que os levariam, então, a buscar a situação penosa externa para colocá-la dentro do seu controle onipotente. Procura-se defender que Winnicott substituiu a questão metapsicológica da compulsão à repetição pela questão da regressão à dependência, o que colocaria o si mesmo do paciente em uma situação em que ele pode se desfazer de suas defesas, retornando a uma situação anterior à do trauma e à edificação de defesas; isso, quando sustentado adequadamente pelo ambiente, tornaria possível fazer um tipo de correção da experiência passada, integrando- a à pessoa total do paciente, retomando o processo de amadurecimento a partir dessa nova posição do si mesmo.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAM, J. Donald Woods Winnicott (1896-1971): a brief introduction. International Journal of Psychoanalysis, v. 89, n. 6, p. 1189-1217, 2008.

FREUD, S. Au-delà du principe du plaisir. In: FREUD, S. Sigmund Freud: Oeuvres complètes. Paris: PUF, 1920.

FULGENCIO, L. Winnicott e uma psicanálise sem metapsicologia. Revista de Filosofia e Psicanálise Natureza Humana, v. 8, n. 1, p. 401-420, 2006.

FULGENCIO, L. Winnicott’s rejection of the basic concepts of Freud’s metapsychology. The International Journal of Psychoanalysis, v. 88, n. 2, p. 443- 461, 2007.

GREENBERG, J. R.; MITCHELL, S. A. Relações objetais na teoria psicanalítica. Porto Alegre: Artes Médicas, 1983.

HJULMAND, K. Lista completa das publicações de D. W. Winnicott. Revista de Filosofia e Psicanálise Natureza Humana, v. 1, n. 2, p. 459-517, 1999.

WINNICOTT, D. W. Objetos transicionais e fenômenos transicionais. In: WINNICOTT, D. W. O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago, 1953. p. 13-44.

WINNICOTT, D. W. Aspectos clínicos e metapsicológicos da regressão no contexto psicanalítico. In: WINNICOTT, D. W. Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1978a. p. 374-392. Publicado originalmente em 1955.

WINNICOTT, D. W. A agressividade e sua relação com o desenvolvimento emocional. In: WINNICOTT, D. W. Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1978b. p. 288-304. Publicado originalmente em 1958.

WINNICOTT, D. W. Memórias do nascimento, trauma do nascimento e ansiedade.

In: WINNICOTT, D. W. Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro:

Francisco Alves, 1978c. p. 254-276. Publicado originalmente em 1958.

WINNICOTT, D. W. Distorção do ego em termos de falso e verdadeiro self. In: WINNICOTT, D. W. O ambiente e os processos de maturação. Porto Alegre: Artes Médicas,1983a. p. 128-139. Publicado originalmente em 1965.

WINNICOTT, D. W. A integração do ego no desenvolvimento da criança. In: WINNICOTT, D. W. O ambiente e os processos de maturação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1983b. p. 55-61. Publicado originalmente em 1965.

WINNICOTT, D. W. Da dependência à independência no desenvolvimento do indivíduo. In: WINNICOTT, D. W. O ambiente e os processos de maturação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1983c. p. 79-87. Publicado originalmente em 1965.

WINNICOTT, D. W. A comunicação entre o bebê e a mãe e entre a mãe e o bebê: convergências e divergências. In: WINNICOTT, D. W. Os bebês e suas mães. São Paulo: M. Fontes, 1988. p. 79-92. Publicado originalmente em 1968.

WINNICOTT, D. W. A cura. In: WINNICOTT, D. W. Tudo começa em casa. São Paulo: M. Fontes, 1989. p. 87-93. Publicado originalmente em 1986.

WINNICOTT, D. W. O gesto espontâneo. São Paulo: M. Fontes, 1990a.Publicado originalmente em 1987.

WINNICOTT, D. W. Natureza humana. Rio de Janeiro: Imago, 1990b. Publicado originalmente em 1988.

WINNICOTT, D. W. Resenha de Psychoanalytic Studies of the Personality, de W. R. D. Fairbairn. In: WINNICOTT, D. W. Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994a. Publicado originalmente em 1953.

WINNICOTT, D. W. Resenha de Memories, Dreams, Reflections, de C. J. Jung. In: WINNICOTT, D. W. Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994b. p. 365-372. Publicado originalmente em 1964.

WINNICOTT, D. W. O medo do colapso. In: WINNICOTT, D. W. Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artmed,1994c. p. 70-76. Publicado originalmente em 1974.

WINNICOTT, D. W. A psicologia da loucura: uma contribuição da psicanálise. In: WINNICOTT, D. W. Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994d. Publicado originalmente em 1989.

WINNICOTT, D. W. Psiconeurose na infância. In: WINNICOTT, D. W.

Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994e. Publicado originalmente em 1989.

WINNICOTT, D. W. O uso do objeto no contexto de Moisés e o monoteísmo. In: WINNICOTT, D. W. Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994f. Publicado originalmente em 1989.

WINNICOTT, D. W. A posição depressiva no desenvolvimento emocional normal. In: WINNICOTT, D. W. Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Imago, 2000a. Publicado originalmente em 1955.

WINNICOTT, D. W. A tendência anti-social. In: WINNICOTT, D. W. Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Imago, 2000b. Publicado originalmente em 1958.

WRIGHT, G. H. von. Explanation and understanding. Ithaca: Cornell University Press, 1971.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v23i33.1588

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.