A angústia tratada como um afeto

Claudia Murta

Resumo


No ano universitário de 1962-63, Lacan, em seu Seminário, propõe a angústia como um afeto. Para ele, o afeto não é uma emoção, pois a cada vez que se referencia aos afetos na psicanálise, procura afastá-los das propostas de análise psicofisiológica e procura se aproximar da filosofia. Para tanto, ele cita filósofos tais como Jean-Paul Sartre, Martin Heidegger e Sören Kierkegaard, além de Sigmund Freud. O objetivo deste artigo é percorrer as referências lacanianas às concepções dos filósofos citados, incluindo as concepções freudianas, sobre o tema da angústia e articulá-las às proposições lacanianas sobre o mesmo tema. A partir dessa comparação poder-se-á acompanhar o motivo pelo qual Lacan prefere se referir à filosofia para abordar o tema da angústia em vez de abordá-la a partir das referências psicofisiológicas.

Texto completo:

PDF

Referências


FREUD, S. O inconsciente. In: FREUD, S. Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago Editora, 2006. v. 14. Publicado originalmente em 1915.

FREUD, S. Inibições, sintomas e ansiedade. In: FREUD, S. Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago Editora, 2006. v. 20. Publicado originalmente em 1926.

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 1997. Publicado originalmente em 1928.

HEIDEGGER, M. Que é metafísica? São Paulo: Abril Cultural, 1979. Publicado originalmente em 1929.

KIERKEGAARD, S. O conceito de angústia. São Paulo: Hemus, 2007. Publicado originalmente em 1844.

LACAN, J. Le Séminaire: livre X – l’angoisse. Paris: Seuil, 2004. Publicado originalmente em 1962-1963.

MILLER, J.-A. A propósito dos afetos na experiência analítica. In: KALIMEROS. As paixões do ser: amor, ódio e ignorância. Rio de Janeiro: Contra Capa, 1998.

MILLER, J.-A. La angustia: introducción al Seminario X de Jacques Lacan. Madrid: López de Hoyos, 2007.

SARTRE, J. P. Esboço de uma teoria das emoções. Porto Alegre: L&PM, 2006. Publicado originalmente em 1939.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v23i33.1549

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.