A axiomática capitalista segundo Deleuze e Guattari. De Marx a Nietzsche, de Nietzsche a Marx

Rodrigo Guéron

Resumo


O artigo a seguir busca apresentar a “teoria dos axiomas” desenvolvida por Gilles Deleuze e Felix Guattari a partir da leitura que estes dois autores fazem do livro III de O Capital, de Marx. Descrevemos como o capitalismo administra seus próprios limites, alternando o controle e o fomento de sua expansão de forma imanente: os dois polos da axiomática. Para este estudo, no entanto, se torna decisiva uma passagem pela maneira como os dois autores concebem a constituição do socius a partir de uma leitura da Genealogia da Moral de Nietzsche, mostrando como todas as formas de relação sociais anteriores ao capitalismo se caracterizam por um processo de codificação dos fluxos do desejo, e que o capitalismo, ao contrário, é a única forma de socius que se constitui a partir de processos de descodificação destes. A axiomática vai existir exatamente para que o capital possa administrar estes fluxos descodificados do desejo, que ao mesmo tempo lhes são imprescindíveis e estão sempre a ameaçá-lo.


Palavras-chave


Deleuze e Guattari; Axiomática capitalista; Marx; Nietzsche; Desejo e socius

Texto completo:

PDF

Referências


DELEUZE, G.; GUATTARI, F. L’Anti-Edipe, Capitalisme et Schizophrénie 1. Paris: Les Éditions de Minuit, 1972.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mille Plateaux, Capitalisme et Schizophrénie 2. Paris: Les Éditions de Minuit, 2009.

DELEUZE, G. Derrames, entre el Capitalismo y la Esquizofrenia. Buenos Aires: Cactus, 2010.

ENGELS, F. L’Origine de la Famille de la Propriété Privée et de l’Etat. Bruxelles: Éditions Tribord, 2012.

MARX, K. Grundrisse. São Paulo: Boitempo Editorial, 2013.

MARX, K. Manuscritos Econômicos Filosófico. São Paulo: Boitempo Editorial, 2010.

MARX, K. Le Capital. Livre III. Oeuvres Economique II. Paris: Pléiade, 2006.

NIETZSCHE. A Genealogia da Moral. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

SAUVAGNARGUES, A. “Un cavalier schizoanalytique sur le plateau du jeu d’échecs politique”. Multitudes, n. 34, 2008.

SILBERTAN-BLANC, G. Politique et État chez Deleuze et Guattari. Paris: Puf, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1980-5934.29.046.DS14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.