Ensino de dança na escola: desafios e perspectivas na visão de professores

Cecília Silvano Batalha, Giseli Barreto da Cruz

Resumo


O presente estudo trata de uma pesquisa, desenvolvida no Estado do Rio de Janeiro, cujo objetivo consistiu em compreender como professores com formação superior em dança, que atuaram ou estão atuando na educação básica, no contexto da escola pública, concebem o ensino de dança e, além disso, o que fazem (se fazem) a favor da sua inserção enquanto área de conhecimento no currículo escolar. A abordagem se atém a parte dos resultados obtidos, detendo-se especificamente nos aspectos referentes à inserção da dança no currículo escolar, considerando quatro eixos analíticos: i - produção do conhecimento por meio do corpo; ii - possibilidade de trabalhar questões sociais e humanas; iii - questões multiculturais presentes na inserção da dança no currículo; iv - dificuldades estruturais para o ensino de dança na escola. O referencial teórico baseia-se em Cochran-Smith e Lytle (1999; 2002), Gauthier (2006) e Schön (2000); Canen/Ivenicki (2012; 2014); Marques (2010a; 2011; 2012); Strazzacappa (2010); Strazzacappa e Morandi (2012). Metodologicamente, adota-se a análise documental e a entrevista semiestruturada. Os resultados da pesquisa indicam que a inserção da dança no currículo é um desafio evidente para os professores, ainda que se reconheça que este ensino possa ser um espaço potente para a produção do conhecimento por meio do corpo, possibilitando uma formação mais abrangente.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416X.19.062.AO04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat