Do “sujeito de desejo” ao “sujeito do desejo”: Foucault leitor de Santo Agostinho

Ernani Pinheiro Chaves

Resumo


O objetivo deste artigo é mostrar a importância estratégica da leitura de alguns textos de Santo Agostinho por Foucault. Essa importância se inscreve no interior do projeto foucaultiano de realizar uma “genealogia do sujeito do desejo”, de tal modo que pudéssemos compreender porque a concepção de desejo passou a representar um papel central no interior da questão da sexualidade, de tal modo que entre sujeito, desejo, sexualidade e verdade tivesse se formado uma ligação necessária e indissolúvel. Nessa perspectiva, entendemos que uma tal genealogia do sujeito do desejo implica em repensar criticamente a história da psicanálise, em especial, na sua versão Freud-Lacan, a única pela qual, aliás, ele se interessou com mais frequência.


Palavras-chave


Sexualidade; Sujeito; Verdade; Desejo

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO. A cidade de Deus. Parte II. Petrópolis: Vozes, 2013.

BERT, J.-F.; FRUCHAUD, H.-P. La Parrèsia. Note de présentation. Anabases. Traditions et Réceptions de l’Antiquité, 16, 2012.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Edições Paulinas, 1980.

BOEHRINGER, S., LORENZINI, D. (dir.) Foucault, la sexualité, l’antiquité. Paris: Éditions Kimé, 2016.

CANDIOTTO, C.; DE SOUZA, P. (Orgs). Foucault e o cristianismo. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

CANDIOTO, C. Foucault e a crítica da verdade. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

CARON, M. (Dir). Saint Augustin. Paris: Les Éditions du CERF, 2009.

CHAVES, E. Foucault e a psicanálise. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1988.

CHAVES, E. Michel Foucault e a verdade cínica. Campinas: Editora Phi, 2013.

CHEVALLIER, P. Michel Foucault et le christianisme, Lyon: ENS Éditions, 2011.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O anti-édipo. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

DELEUZE, G. Conversações. 3. edição, São Paulo: Editora 34, 2013.

DELEUZE, G. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 2005.

ÉRIBON, D. Hérésies. Essais sur la sexualité. Paris: Fayard, 2003.

FOUCAULT, M. História da sexualidade I: A vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1976.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, M. História da sexualidade II: O uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

FOUCAULT, M. Dits et écrits. Paris: Gallimard, 1994. [4 volumes].

FOUCAULT, M. Du gouvernement des vivants. Paris: Gallimard, 2012.

FOUCAULT, M. Subjectivité et verité. Paris: Gallimard, 2014.

FOUCAULT, M. Histoire de la sexualité IV: Les aveux de la chair. Paris: Gallimard, 2018.

HABERMAS, J. Ciência e técnica como ‘ideologia’. São Paulo: Edunesp, 2014.

LACAN, J. O Seminário. Livro 8. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1992.

RIBEIRO, R. J. (Org.), Recordar Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1985.

SAAR, M. Genealogia als Kritik. Geschicht und Theorie des Subjekts nach Nietzsche und Foucault. Frankfurt/M: Campus Verlag, 2007.




DOI: https://doi.org/10.7213/1980.5934.31.052.DS12

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.