Deslocamento interno e direitos humanos: o problema dos desastres ambientais

Leilane Serratine Grubba, Kimberly Farias Monteiro

Resumo


Nos estudos sobre migrações, pouco se costuma abordar sobre os deslocados internos, que erroneamente são confundidos com a categoria dos refugiados. Diferentemente destes, os deslocados internos não cruzam fronteiras internacionais, continuando a viver dentro de seu próprio país. Nos dias atuais, os deslocados são vistos como um dos principais grupos em situação de vulnerabilidade, os quais necessitam de amparo e proteção por parte dos Estados e de Organismos Internacionais, através de ações humanitárias, econômicas e políticas. Desse modo, o presente artigo visa apresentar a problemática dos deslocados internos, envolvendo índices e demonstrações, com base nos relatórios do Centro de Monitoramento de Deslocamento Interno e tendo por objetivo específico por em pauta a existência do fenômeno do deslocamento interno por motivos ambientais e ambientais-econômicos. Assim, o artigo irá trazer casos concretos de deslocamento devido a catástrofes ambientais, como exemplo a tragédia ocorrida em 2015 no município de Mariana, Minas Gerais, considerado o pior acidente da mineração brasileira, que resultou em catástrofe ambiental, fazendo com que milhares de pessoas se deslocassem internamente do seu estado de origem para outros.


Palavras-chave


migrações; deslocados internos; direitos humanos; meio ambiente; desastres ambientais.

Texto completo:

PDF

Referências


ACNUR. A situação dos refugiados no mundo 1997-98. Um programa humanitário. Tradução de Isabel Galvão. Lisboa, 1998.

ACNUR. Climate change, natural disasters and human displacement: a UNHCR perspective. Setembro/Outubro, 2008. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2017.

ACNUR. Princípios Orientadores relativos aos Deslocados Internos. 1998. Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2017.

CRED. Disasters in Numbers. 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2017.

COMITÊ INTERNACIONAL DA CRUZ VERMELHA. Como o DIH protege os refugiados e os deslocados internos? 2015. Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2017.

COMITÊ INTERNACIONAL DA CRUZ VERMELHA. Convenção de Kampala para deslocados entra em vigor. 2012. Disponível em: . Acesso em: 07 jun. 2017.

OEA. Declaração de San José sobre Refugiados e Deslocados Internos. 1994. Disponível em: . Acesso em: 07 jun. 2017.

EXAME. Samarco rejeita relatório da ONU sobre “lama tóxica” em MG. Novembro, 2015. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Displacement due to natural hazard-induced disasters: Global estimates for 2009 and 2010. 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Ethiopia. Extreme conditions, extreme measures. 2016. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global estimates 2011. People displaced by natural hazard-induced disasters. 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global estimates 2012. People displaced by disasters. 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global estimates 2014. People displaced by disasters. 2014. Disponivel em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global estimates 2015. People displaced by disasters. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview 2011. People internally displaced by conflict and violence. 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview 2012. People internally displaced by conflict and violence. 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview 2014. People internally displaced by conflict and violence. 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview 2015. People internally displaced by conflict and violence. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2004. 2005. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2005. 2006. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2006. 2007. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2007. 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2008. 2009. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Overview of Trends and Developments in 2009. 2010. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Report on Internal Displacement. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

INTERNAL DISPLACEMENT MONITORING CENTRE. Global Report on Internal Displacement. On the GRID: Internal displacement in 2016. Disponivel em: . Acesso em: 03 jul. 2017.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR MIGRATION. Migration, Environment and Climate Change: assessing the evidence. 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

KAENZIG, Raoul; PIGUET, Etienne. Migração e mudança climática em América Latina. Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, v. 19, n. 36, jan./jun., 2011. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

LIMA, Emanuel Fonseca. Refugiados Ambientais e Conflitos Culturais: uma análise à luz da noção de dívida ecológica. In: Benjamin, Antonio Herman; Lecey, Eladio; Cappelli, Sílvia (Coord). E-book trabalhos apresentados no 13º Congresso Internacional de Direito Ambiental, 14º Congresso Brasileiro de Direito Ambiental, 4º Congresso de Estudantes de Direito Ambiental e 4º Congresso de Direito Ambiental dos Países de Língua Portuguesa e Espanhola. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, v. 2, 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

NOGUEIRA, Maria Beatriz Bonna. A proteção dos deslocados interno na sociedade internacional: evolução conceitual e normativa. Revista da Faculdade de Direito da UFRGS, volume especial, n. 32. 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 jun. 2017.

OLIVEIRA. Eduardo Cançado. A proteção jurídica internacional dos deslocados internos. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rev.dir.econ.soc.v9i1.16457

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Leilane Serratine Grubba, Kimberly Farias Monteiro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

eISSN 2179-8214

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Rua Imaculada Conceição, 1155, Bloco Vermelho, Prado Velho, Curitiba/PR, Brasil, CEP 80.215-901

E-mail: revista.direito@pucpr.br

https://periodicos.pucpr.br/index.php/direitoeconomico/