Perspectivas e limites acerca da laicidade no Brasil | Perspectives and limits of laicity in Brazil

Celso Gabatz

Resumo


Um dos desafios recorrentes para a afirmação da laicidade no Brasil é evitar que a sacralização de valores políticos se constitua em um obstáculo à contemplação normativa das transformações sociais. Nossa abordagem busca observar que a liberdade religiosa não deveria ser confundida com liberdade de promoção religiosa em espaços públicos. O percurso hermenêutico, aqui descortinado, pretende esclarecer sentidos e significados para o debate de questões concernentes à religião nas suas interfaces com a laicidade, liberdade de expressão, convicção e crença, superação de preconceitos, discriminações e direitos humanos. O objetivo deste artigo, é, pois, ampliar o horizonte conceitual e compreensivo, por meio de uma análise documental e bibliográfica, sobre a incidência da religião na esfera pública nos dias atuais nos seus desdobramentos com os fundamentalismos, a diversidade, equidade e justiça social.

Palavras-chave: Laicidade. Fundamentalismos. Liberdade. Diversidade.

 

Abstract

One of the recurring challenges for the affirmation of laicity in Brazil is to prevent the sacralization of political values from being an obstacle to the normative contemplation of social transformations. Our approach seeks to observe that religious freedom should not be a confused with freedom of religious promotion in public spaces. The hermeneutical path, presented here, is to clarify meanings and meanings for the debate on issues related to religion in its interfaces with secularism, freedom of expression, conviction and belief, overcoming prejudice, discrimination and human rights. The objective of this article, therefore, is to expand the conceptual and comprehensive horizon, through a documentary and bibliographic analysis, about the incidence of religion in the current public sphere in its development with fundamentalisms, diversity, equity and social justice.

Keywords: Laicity. Fundamentalisms. Freedom. Diversity.


Texto completo:

PDF

Referências


ANGÓN, Óscar Celador; MAZARÍO, José Contreras. Laicidad, Manifestaciones Religiosas e Instituciones Públicas. Madrid: Fundación Alternativa, 2007.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

ASAD, Talal. Formations of the Secular: Christianity, Islam, Modernity. California: Stanford, 2003.

AUGÉ, Marc. Não-Lugares: Introdução a uma Antropologia da Supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994.

ÁVILA, Humberto. Teoria dos Princípios: da definição à aplicação dos princípios jurídicos. São Paulo, Malheiros, 2004.

BIRMAN, Patrícia (Org.). Religião e Espaço Público. São Paulo: Attar, 2003.

BLANCARTE, Roberto. El Estado Laico. México: Nostra Ediciones, 2008.

BONAVIDES, Paulo; ANDRADE, Paes de. História Constitucional do Brasil. Vol. 3. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1991.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em:. Acesso em: 05 de Jun. 2019.

DELLA CAVA, Ralph. Igreja e Estado no Brasil no século XX: sete monografias recentes sobre o catolicismo brasileiro (1916-1964). Estudos CEBRAP, n.12, 1975. p. 5-52.

DURKHEIM, Émile. As Formas Elementares de Vida Religiosa. São Paulo: Paulus, 1989.

FERREIRA FILHO, Manuel Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Saraiva, 2002.

FISCHMANN, Roseli. Estado Laico. São Paulo: Memorial da América Latina, 2008.

FOLLMANN, José Ivo. Produção do conhecimento e processos religiosos de identidade: apontamentos transdisciplinares para refletir sobre a Academia e o Ensino Religioso. NUMEN - Revista de estudos e pesquisa da religião, Juiz de Fora, v. 17, n. 1, 2014. p. 205-229.

FOLLMANN, José Ivo. O Brasil religioso, pós-modernidade e processos de identidade. In: GADEA, Carlos A; BARROS, Eduardo Portanova (Org.). A “Questão Pós” nas Ciências Sociais: Crítica, Estética, Política e Cultura. Curitiba: Appris, 2013. p. 231-249.

GIUMBELLI, Emerson. O Fim da Religião: Dilemas da Liberdade Religiosa no Brasil e na França. São Paulo: Attar/PRONEX, 2002.

GIUMBELLI, Emerson. O Acordo Brasil – Santa Sé e as Relações entre Estado, Sociedade e Religião. Ciencias Sociales y Religión, Porto Alegre, ano 13, n. 14, setembro de 2011, p. 119-143.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O Peregrino e o Convertido. Petrópolis: Vozes, 2008.

HUACO, Marco. A laicidade como princípio constitucional do Estado de Direito. In: LOREA, Roberto Arriada. (Org.). Em defesa das liberdades laicas. Porto Alegre: Livraria do Advogado, p. 33-80, 2008.

LEITE, Fábio Carvalho. Estado e Religião. A Liberdade Religiosa no Brasil. Curitiba: Juruá, 2014.

LOREA, Roberto (Org.). Em defesa das liberdades laicas. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008.

MAINWARING, Scott. Igreja católica e política no Brasil (1916-1985). São Paulo: Brasiliense, 1989.

MARIANO, Ricardo. Análise sociológica do crescimento pentecostal no Brasil. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo brasileiro. São Paulo: Loyola, 2005

MONTERO, Paula. Secularização e espaço público: a reinvenção do pluralismo religioso no Brasil. Etnográfica: São Paulo. Maio de 2009, 13 (1) p. 7-16.

MORAES, Maria Celina Bodin de. Princípios do Direito Civil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Renovar, 2006.

RODRIGUES, Eder Bomfim. Estado Laico e Símbolos Religiosos no Brasil: As Relações entre Estado e Religião no Constitucionalismo Contemporâneo. Curitiba, Juruá, 2014.

SARMENTO, Daniel. Livres e iguais: Estudos de direito constitucional. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2006.

SARMENTO, Daniel. O Crucifixo nos Tribunais e a Laicidade do Estado. Revista de Direito do Estado. UFBA. Vol. 8, 2007, p. 75-90.

SCHRITZMEYER, Ana Lúcia Pastore. Sortilégio de Saberes: curandeiros e juízes nos tribunais brasileiros (1900-1990). São Paulo: IBCCRIM, 2004.

SKIDMORE, Thomas E. Uma História do Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

SOTTOMAIOR, Daniel. O Estado verdadeiramente laico e a retirada de símbolos religiosos de repartições públicas. Jus Navigandi, Teresina, ano 14, n. 2260, 2009.

STEIL, Carlos Alberto. Pluralismo, Modernidade e Tradição: Transformações no Campo Religioso. Ciencias Sociales Y Religión, Porto Alegre, año 3, n. 3, Out. 2001, p. 115-129

TAYLOR, Charles. Uma Era Secular. São Leopoldo: UNISINOS, 2010.

TEIXEIRA, Faustino; Menezes, Renata (Org.). Religiões em Movimento. O Censo de 2010. São Paulo, Vozes: São Paulo, 2013.

VATTIMO, Gianni. Depois da Cristandade. Rio de Janeiro: Record, 2004.

WEINGARTNER, Jaime Neto. Liberdade Religiosa na Constituição: fundamentalismo, pluralismo, crenças, cultos. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2318-8065.04.02.p11-24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Teológico está indexado por:

 

                                

                           

                                                                   

     

 

 

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Caderno Teológico de Pontifícia Universidade Católica do Paraná está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.