NOTAS SOBRE A ARQUEOLOGIA DE FOUCAULT EM AS PALAVRAS E AS COISAS

Cesar Candiotto

Resumo


A análise proposta por Michel Foucault em As palavras e as coisas aponta os limites de qualquer antropologia assentada na unidade e universalidade de uma suposta natureza humana. Na perspectiva arqueológica, a figura do homem é uma invenção moderna ambígua e preste a desaparecer, marcada pelo recuo da origem, pela sombra do não-pensamento e pela finitude fundamental. A instabilidade do homem, como objeto das ciências humanas e sujeito das filosofias, demonstra o terreno movediço no qual estas se movem. Sustentamos que estas conclusões, observáveis na investigação de Foucault, são tributárias da história arqueológica por ele praticada, alicerçada na concepção de épistémè e operacionalizada pelo estabelecimento de simultaneidades entre diferentes ordens do saber e do pensamento.

Texto completo:

PDF

Referências


CANDIOTTO, C. A arqueologia da linguagem de Michel Foucault. In: CANDIOTTO, C. (Org.). Mente, cognição, linguagem. Curitiba: Champagnat, 2008. p. 227-249.

CANGUILHEM, G. Muerte del hombre o agotamiento del Cogito? In: BURGELIN, P. et al. Análisis de Michel Foucault. Buenos Aires: Tiempo contemporaneo, 1970. p. 122-147.

FOUCAULT, M. Dits et écrits, I. Paris: Gallimard, 1994a.

______. Dits et écrits, II. Paris: Gallimard, 1994b.

______. O Nascimento da clínica. 5. ed. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1998.

______. As palavras e as coisas. Tradução de Salma Tannus Muchail. 8. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

______. História da loucura na Idade Clássica. Tradução de José Teixeira Coelho Netto. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000a.

______. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000b.

______. A hermenêutica do sujeito. Tradução de Márcio Alves Fonseca e Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

HAN, B. Analytique de la finitude et histoire de la subjectivité. In: BLANC, G.; TERREL, J. (Org.) Foucault au collège de France: un itinéraire. Bordeaux: Presses Universitaires de Bordeaux, 2003. p. 165-204.

MACHADO, R. Archéologie et épistémologie. In: CANGUILHEM, G. (Org.). Michel Foucault Philosophe: rencontre internationale. Paris: Seuil, 1988. p. 15-32.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rfa.v21i28.1129

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.