A política como assunto dos estudos em teologia pública: aportes na relação entre religião e espaço público à luz da tipologia de teologias políticas de Boaventura de Sousa Santos | Politics as an issue for public theology studies: contributions on the relationship between religion and public space in the horizon of Boaventura de Sousa Santos’ political theologies typology

Jefferson Zeferino

Resumo


A religião se consolidou categoria importante para a avaliação do campo político no Brasil, tornando-se relevante o acesso a este fenômeno pelas distintas miradas oriundas dos estudos da religião, a teologia inclusa. Nesse sentido, por meio de análise bibliográfica, o presente texto objetiva demonstrar a pertinência da correlação entre teologia política e teologia pública na análise sócio-política. O que se desdobra em duas partes: a primeira apresenta a tipologia de teologias políticas proposta por Boaventura de Sousa Santos; a segunda avalia textos mapeados entre os estudos em teologia pública e correlatos que revelam continuidades na identificação de posturas totalizantes ligadas à religião no espaço público. Reconhece-se o mérito do trabalho conceitual de Santos ao identificar a tensão entre modelos teológicos de apoio a poderes hegemônico-coloniais e modelos teológicos de crítica que expressam o que pode ser considerado como profético – dinâmica que se move entre a denúncia das injustiças e o anúncio da esperança de uma vida melhor para as pessoas e populações historicamente inferiorizadas. Do mesmo modo, a teologia pública aqui proposta conjuga um momento crítico-analítico para o qual a teologia política se mostra importante parceira, nesse passo metodológico se detectam os discursos teológicos no espaço público e suas pretensões de sentido e verdade; e um momento crítico-propositivo que assume uma dupla tarefa de reação teológica às narrativas totalizante-exclusivistas, bem como de resgate e imaginação teológica de narrativas outras.

Palavras chave: Teologia Pública. Teologia Política. Religião. Espaço Público. Boaventura de Sousa Santos.


Abstract

Religion is now a consolidated category to evaluate Brazilian political field, becoming relevant the approach to this phenomenon through many different views in the religious studies, theology included. By a bibliographical analysis this text aims to demonstrate the pertinence on the relationship between political theology and public theology in sociohistorical analysis. This objective unfolds into two moments: the first one presents Boaventura de Sousa Santos’ political theologies typology; the second one reads some texts that were mapped under the public theology studies that reveal continuities in the identification of totalizing stances regarding religion in the public space. The work recognizes Santos’ merit in conceptualizing the tension between theological models that support hegemonic-colonial powers and the theological models that criticize the former ones, expressing what may be considered as prophetic – a dynamics that congregates injustices denunciations and the notice of a better possible life to persons and peoples who has been historically undermined. So, the public theology here proposed runs two different and complementary moments: one critical-analytical to which political theology is an important dialogue partner, this methodological step verifies theological discourses in the public space and its claims for truth and meaning; and another moment that is critical-propositional that develops the double-task to criticize totalizing and exclusive narratives, as well as rescuing and imagining other theological narratives.

Keywords: Public Theology. Political Theology. Religion. Public Space. Boaventura de Sousa Santos.


Texto completo:

PDF

Referências


ADOGAME, A. “Na Europa não importa quem você é”: cristianismos da diáspora africana, a política ética de aniquilamento de corpos e a imigração indesejada na fortaleza Europeia. in BARRETO Jr., R.; CAVALCANTE, R.; ROSA, W. (Orgs.). Cristianismo Mundial como religião pública. Vitória: UNIDA, 2016, p. 415-438.

AGAMBEN, G. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. I. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

BAKKER, N. O “Mensalão/Petrolão” e a Teologia Pública no Brasil. REB, Petrópolis, v. 76, n. 304, p. 820-843, out./dez., 2016.

BARROS, D. Atuação teológico-política exclusivista: confrontos em torno de direitos e religião no Brasil contemporâneo. in BRIONES SOTO, B.; BUTENDIECK HIJERRA, S.; CAU, C. MOSÁLEZ OPAZO, A. (Orgs.). Breviario multidisciplinario sobre el fenómeno religioso. Buenos Aires: CLACSO, 2019, p. 310-326.

BEDFORD-STROHM, H. Teologia Pública e Responsabilidade Política. Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 54, n. 1, p. 84-98, jan./jun., 2014.

BRIGHENTI, A. A Igreja perplexa: a novas perguntas, novas respostas. São Paulo: Paulinas, 2004.

CALDAS, C. Religião e política em Dietrich Bonhoeffer. Inter-Legere, Natal, n. 17, p. 17-40, ago./dez., 2015.

CAMPOS, B. O fundamentalismo como limite à relativização no campo religioso. in OLIVEIRA, K.; REBLIN, I.; SCHAPER, V.; GROSS, E.; WESTHELLE, V. (Orgs.). Religião, política, poder e cultura na América Latina. São Leopoldo: EST, 2012, p. 325-335.

CASTRO, C. A cidadania como espaço de liberdade e ação no mundo público. in CASTRO, C. Por uma fé cidadã: a dimensão pública da igreja. Fundamentos para uma pastoral da cidadania. São Paulo/São Bernardo do Campo: Edições Loyola/Universidade Metodista de São Paulo, 2000, p. 37-73.

DEIFELT, W. Advocacy, Political Participation, and Citizenship: Lutheran Contributions to Public Theology. Dialog: A Journal of Theology, v. 49, n. 2, p. 108-114, Summer, 2010.

DICKINSON, C. Ser e agir, o Reino e a glória: a oikonomia trinitária e a bipolaridade da máquina governamental. Cadernos Teologia Pública, São Leopoldo, v. 14, n. 122, 2017. 28p.

FIORENZA, F. Political Theology as Foundational Theology. Proceedings of the Catholic Theological Society of America, 32, 2012. Disponível em: https://ejournals.bc.edu/index.php/ctsa/article/view/2881. Acesso 22 abr., 2020.

FONSECA, C. “Deus está do nosso lado”: Excepcionalismo e Religião nos EUA. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 29, n. 1, p. 149-185, jan./jun., 2007.

GALLI FILHO, V. Diaconia, princípios na vida cristã pessoal e pública. Dissertação (mestrado). São Leopoldo: EST/PPG, 2016.

GASDA, E. A laicidade ameaçada: política, religião e teologia. in ROSSI, L.; JUNQUEIRA, S. (Orgs.). Religião, Direitos Humanos e Laicidade. São Paulo: Fonte Editorial, 2015, p. 39-57.

GIBELLINI, R. Teologia política. in GIBELLINI, R. A teologia do século XX. São Paulo: Edições Loyola, 2012, p. 301-321.

GONÇALVES, A. Esperança no Reino de Deus: Moltmann e a Teologia Pública. in GONÇALVES, A. Jürgen Moltmann e a Teologia Pública no Brasil: esperança no reino de Deus como contribuição teológica no espaço público. São Paulo: Garimpo Editorial, 2017, p. 69-100.

JACOBSEN, E. Teologia e teoria política: aproximações críticas entre correntes da teologia contemporânea e o pensamento político de Jürgen Habermas. Tese (doutorado). São Leopoldo: EST/PPG, 2015.

MONTERO, P. Controvérsias religiosas e esfera pública: repensando as religiões como discurso. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 32, n. 1, p. 167-183, 2012.

MOREIRA, A. Religião politizada contra violência institucionalizada: Teologia da Libertação no imaginário religioso mundial. Horizonte, v. 12, n. 33, p. 12-42, jan./mar., 2014.

PASSOS, J. Teologia na universidade: coisa eclesial ou coisa pública? REVER, v. 16, n. 1, p. 80-93, 2016.

RIBEIRO, C. Comportamentos normatizados e a noção de profanação na obra de Giorgio Agamben. Cadernos Teologia Pública, São Leopoldo, v. 14, n. 125, 2017. 24p.

ROSA, R. A nova cidadania do cristianismo: da tutela à imersão. Uma hermenêutica antropológico-pastoral. Estudos de Religião, v. 21, n. 32, p. 77-95, jan./jun., 2007.

ROSA, W. Teologia Política em Martinho Lutero. Horizonte, v. 14, n. 44, p. 1210-1229, out./dez., 2016.

ROSA, W. Teologia Social e Política nos Anabatistas. Estudos de Religião, v. 30, n. 2, p. 127-142, mai./ago., 2016.

SANTOS, B. Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos. São Paulo: Cortez, 2014.

SENGER, D. Teologia Política: tecendo um panorama desde Carl Schmitt, Johan Baptist Metz e Jürgen Moltmann. Anais do Congresso Internacional da Faculdades EST, São Leopoldo, v. 1, p. 759-773, 2012.

SINNER, R. Teologia pública num Estado laico: ensaios e análises. São Leopoldo: Sinodal, 2018.

SINNER, R. The Churches and Democracy in Brazil: Towards a Public Theology Focused on Citizenship. Eugene: Wipf & Stock, 2012.

SOUZA, S. Secularização, laicidade e espaço público: uma conversa sobre gênero, religião e política no Brasil contemporâneo. in VITÓRIO J.; BUROCCHI, A. (Orgs.). Religião e espaço público: cenários contemporâneos. São Paulo: Paulinas, 2015, p. 68-92.

ZEFERINO, J. Estudos sobre teologia pública no contexto brasileiro: aspectos de um campo de pesquisa em construção. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 12, n. 36, p. 151-166, jan./abr., 2020.

ZEFERINO, J. Karl Barth e teologia pública: contribuições ao discurso teológico público na relação entre clássicos teológicos e res publica no horizonte da teologia da cidadania. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Teologia. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2018.

ZEFERINO, J. Política e teologia pública: aspectos da relação entre religião e espaço público. in KIRCHNER, R.; BARROS, D.; BARSALINI, G. (Orgs.). Anais do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC-Campinas, v. 1, n. 1, p. 23-27, 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2318-8065.04.02.p67-79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Teológico está indexado por:

 

                                

                           

                                                                   

     

 

 

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Caderno Teológico de Pontifícia Universidade Católica do Paraná está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.