Pesquisa-ação participativa e diálogo inter-religioso | Participatory action-research and interreligious dialogue

Artur Costa Lopes, Luciana Andrade

Resumo


Este artigo discorre sobre reflexões oriundas da prática do diálogo inter-religioso, tendo como base a experiência dos participantes do grupo de estudos Templo Cultural, situado em Xerém (Duque de Caxias – Rio de Janeiro). A partir de participação interna e análise posterior dos encontros, por meio do acesso a gravações e revisão bibliográfica, foram levantados debates, conceitual e experimental, acerca da práxis sonora e da pesquisa-ação participativa. Para tanto, enfatizaram-se maneiras que estimulam a construção do conhecimento como alternativas de transformação da realidade local. Com apoio em base teórica sobre religiosidade e em escritos de Fals Borda (1978) e Samuel Araújo (2013; 2014), buscou-se encontrar pistas às seguintes questões: Como construir um ambiente propício ao diálogo através de uma pesquisa autocrítica, que busca a horizontalidade como premissa? De que maneira as ideias emergem neste contexto? Desse modo, observaram-se caminhos para respostas que direcionaram à preferência por pesquisas de longo e curto prazo, conflitos de ideias a partir da polifonia, relação com o ambiente externo, análise da prática em conjunto e bagagem cultural dos participantes como principais motores para formulação de indagações, esclarecimentos e organização de novas dinâmicas para a reforçar a vitalidade do grupo.

Palavras-chave: Pesquisa-ação participativa. Diálogo inter-religioso. Práxis sonora.

Abstract

This article discusses reflections from the practice of interreligious dialogue, based on the experience of participants in the Temple Cultural study group, located in Xerém (Duque de Caxias - Rio de Janeiro). From internal participation and subsequent analysis of the meetings, through access to recordings and bibliographic review, conceptual and experimental debates about sound praxis and participatory action research were raised. In order to do so, it emphasized ways that stimulate the construction of knowledge as alternatives for transforming local reality. Based on a theoretical basis on religiosity and in writings by Fals Borda (1978) and Samuel Araújo (2013, 2014), the following questions were sought: How to construct an environment conducive to dialogue through a self-critical research and that seeks horizontality as a premise? How do ideas emerge in this context? In this way, there were paths of answers that directed to preference by long and short-term research, conflicts of ideas based on polyphony, relation with the external environment, analysis of the practice together and cultural baggage of the participants as main engines for formulating inquiries, clarification and organization of new dynamics to strengthen the vitality of the group.

Keywords: participatory action-research; interreligious dialogue; sound praxis.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, D.; ORO, A. P. Renovação Carismática Católica: movimento de superação da oposição entre catolicismo e pentecostalismo? Religião e Sociedade, p. 122-144, 2013.

ARAÚJO, S. Entre muros, grades e blindados: trabalho acústico e práxis sonora na sociedade pós-industrial. El Oído Pensante, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2013.

ARAÚJO, S. Dimensiones politicas del dialogo intercultural: patrimonios de conocimiento y luchas sociales. in CHAVES, M.; MONTENEGRO, M.; ZAMBRANO, M. (Orgs.). El valor del patrimonio: mercado, politicas culturales y agenciamientos sociales. Bogotá: ICAHN, v. 1, 2014.

BASTIDE, R. As religiões africanas no Brasil. São Paulo: Pioneira, 1971.

CAMBRIA, V. Música e alteridade. in: ARAÚJO, S.; PAZ, G.; CAMBRIA, V. Música em debate: perspectivas interdisciplinares. Rio de Janeiro: Mauad Editora Ltda, 2008, p. 65-71.

CAMBRIA, V. Music and violence in Rio de Janeiro: a participatory study in urban ethnomusicology. Dissertation Wesleyan University. Middletown, Connecticut, 2012.

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Catecismo da Igreja Católica. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

CORTÊS, M. M.; LOPES, A. C. Artes sonoras como estratégia para se estudar a memória local: o caso do projeto Som da Maré. Anais do XI Simpósio de arte-educação: Dialogando com as tecnologias. Guarapuava: UNICENTRO, 2014. Disponível em: http://anais.unicentro.br/simposioarte/pdf/xiv3n1/124.pdf. Acesso 25 dez. 2015.

FALS BORDA, O. Por La práxis: El problema de cómo investigar La realidad para transforma-la. Federación para el Análisis de la realidad Colombiana (FUNDABCO). Bogotá, Colombia. 1978. Disponível em: http://www.ts.ucr.ac.cr/binarios/pela/pl-000411.pdf. Acesso 20 set. 2015.

FONSECA, E. J. M. Olubajé: Música e ritual numa festa pública do candomblé Ketu-Nagô do Rio de Janeiro. Cadernos do Colóquio, v. 4, n. 1, p. 33-44, 2001.

FRASER, N. A justiça social na globalização: redistribuição, reconhecimento e participação. Revista Crítica de Ciências Sociais, 63, p. 7-20, 2002.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade. 6ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

GILROY, P. O Atlântico negro: modernidade e dupla consciência. Tradução de Cid Knipel. São Paulo/Rio de Janeiro: Ed. 34/Universidade Candido Mendes/Centro de Estudos Afro-Asiáticos, 2001.

GORSKI, C. Ritual de iniciação no Candomblé de ketú: uma experiência antropológica. Revista Todavia, v. 3, n. 4, p. 52-64, 2012.

LASSITER, L. E. The Power of Kiowa Song: A Collaborative Ethnography. Tucson: University of Arizona Press, 1998.

LOPES, A. C. A música como instrumento para o diálogo inter-religioso. Dissertação (mestrado). Escola de Música. Universidade Federal do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, 2016.

PRANDI, R. Os Candomblés de São Paulo. São Paulo: Hucitec, 1991.

REIS, J. J. A morte é uma festa. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

REIS, B. C. et al. Música e sociabilidade na Maré a partir de três estudos de caso. Anais do IV ENABET: Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia, p. 72-77, 2008.

RICE, T. Ethnomusicology in Times of Trouble. Yearbook for traditional music, v. 46, p. 191-209, 2014.

THIOLLENT, M. Perspectivas da pesquisa-ação em etnomusicologia: Anotações e primeiras indagações. in ARAÚJO, S.; PAZ, G.; CAMBRIA, V. Música em debate: perspectivas interdisciplinares. Mauad Editora Ltda, 2008, p. 189-198.

TITON, J. T. Knowing Fieldwork. in: BARZ, G. F.; COOLEY, T. J. (Eds.). Shadows in the Field: New Perspectives for Fieldwork in Ethnomusicology. New York and Oxford: Oxford University Press, 2008, p. 25-41.

URIBE, L. G. V. Rethinking Fieldwork and Ethnographic Writing. Collaborative Anthropologies, v. 4, p. 18-66, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2318-8065.04.02.p40-57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Teológico está indexado por:

 

                                

                           

                                                                   

     

 

 

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Caderno Teológico de Pontifícia Universidade Católica do Paraná está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.